Encerrado

 

No final da década dos 90, os escândalos corporativos abalaram os EUA. Os casos Enron e Worldcom foram os mais graves e notórios. O temor de conduta perniciosa por parte de administradores gerou uma verdadeira crise de confiança nas práticas contábeis e de governança corporativa. As suspeitas sobre a integridade dos balanços e demonstrativos financeiros afetaram profundamente o mercado e alimentaram a queda das Bolsas de Valores.

Em busca da recuperação da credibilidade, o Congresso dos EUA aprovou uma lei de reforma corporativa, a Sarbanes-Oxley, que gera um conjunto de novas responsabilidades e sanções aos administradores com o objetivo de coibir práticas lesivas que possam expor as sociedades anônimas a elevados níveis de risco.

No Brasil, esta Lei se aplica às empresas com ações negociadas nos mercados de capitais dos EUA, multinacionais de capital americano e empresas brasileiras com ADRs nos EUA. No entanto, as responsabilidades criadas pela Lei Sarbanes-Oxley são do interesse de todas as empresas que queiram se atualizar sobre práticas rigorosas que estão entrando em vigor nos EUA e que terão influência global.

A governança corporativa e as práticas contábeis no Brasil passam por importantes inovações. A Lei Sarbanes-Oxley contribui para a criação de uma nova cultura corporativa.

Simultaneamente, o novo Código Civil e a criação de uma Cartilha de Governança Corporativa criada pela CVM modificarão rotinas dentro das empresas.

É fundamental que sua empresa esteja preparada para os novos procedimentos de controles internos, administrativos, de auditoria e de controle de riscos.

A InterNews reúne no Seminário "Governança Corporativa e a Lei Sarbanes-Oxley" alguns dos melhores especialistas que explicarão estas legislações e apresentarão soluções para a sua empresa se adequar e, ao mesmo tempo, aprimorar a governança corporativa.

  • O efeito da Lei Sarbanes-Oxley nas empresas brasileiras e multinacionais de capital americano

  • As providências da CVM e do Banco Central para coibir práticas fraudulentas

  • Governança Corporativa e suas principais estruturas

  • As novas responsabilidades dos administradores no novo Código Civil

  • Métodos de controles internos e identificação de riscos

  • A conceito do "Public Company Accounting Oversight Board"

_______________

Veja ao final da página o ganhador da vaga oferecida pela Internews para sorteio em Migalhas.

Programa

9h

Retirada das credenciais


9h10 às 10h40

A Governança Corporativa enquanto uma vantagem competitiva para sua empresa

As responsabilidades:

  • Dos administradores das empresas (C-Level);

  • Do Conselho de Administração;

  • Do Comitê de Auditoria;

  • Do Comitê de Controles Internos e Compliance;

  • Do Conselho Fiscal.

Paulo Villares
IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa


10h40 às 11h

Coffee Break


11h às 12h30

As mudanças nas responsabilidades dos administradores com o Novo Código Civil e com a Lei Sarbanes-Oxley

  • Responsabilidades pessoais dos administradores;

  • Maneiras de minimizar riscos de responsabilização em casos de conflitos de interesses entre administradores;

  • Regras claras e transparentes na administração empresarial;

  • Os riscos da prevalência da Responsabilidade Objetiva sobre a Subjetiva;

  • A teoria da desconsideração da personalidade jurídica.

Márcio Tadeu Guimarães Nunes
Veirano Advogados


12h30 às 14h

Almoço


14h às 15h20

Análise dos modelos de controles internos

  • Modelos de controles: (Coco; Coso; Cobit.);

  • Modelos de qualidade:(ISO; Malcolm Baldrige; Rating de agências);

  • Modelos híbridos de controle e de qualidade; - Identificação dos controles que mitigam os riscos;

  • Abordagens para avaliação do sistema de controles internos;

  • A visão de processos vs. a visão departamentalizada.

Paulo Roberto S. da Cunha
KPMG


15h20 às 16h40

Ações do Banco Central contra práticas fraudulentas

  • Resolução n. 2.554/98 do Banco Central do Brasil;

  • Edital de Audiência Pública n. 018/2002 do Banco Central do Brasil.

Sérgio Darcy
Banco Central do Brasil


16h40 às 17h

Coffee Break


17 às 18h30

O posicionamento da CVM sobre as novas normas de governança das empresas

  • Principais aspectos da Lei Sarbanes-Oxley em comparação com as normas brasileiras;

  • A cartilha de governança Corporativa da CVM;

  • O alinhamento da CVM com o SEC (Security Exchage Comission);

  • Instrução Normativa n. 308 da Comissão de Valores Mobiliários.

Luiz Leonardo Cantidiano
Presidente da CVM Comissão de Valores Mobiliários


Informações


Data:
27 de março de 2003

Horário: 9h às 18h30

Local: Blue Tree Convention Ibirapuera
Av. Ibirapuera, 2907/2927 - Moema
São Paulo/SP

Investimento

  • Consulte-nos sobre condições especiais para grupos

  • Estão inclusos os custos de coffee break, almoço, material e estacionamento

Inscrições


Você pode efetuar a sua inscrição pelos telefones

0800-177707

11- 4612.0535

ou pelo fax (11) 4702-6079

Vagas Limitadas


Realização

_______________________________________

A ganhadora da vaga oferecida pela Internews para sorteio em Migalhas foi :

 

 Thaís Gonçalves Fortes - do escritório Villemor Amaral Advogados Associados

 

________________

Publicado sexta-feira, 28 de fevereiro de 2003