sábado, 8 de maio de 2021

COLUNAS

Publicidade

Bobagens Internéticas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

"Os meninos de hoje têm uma espécie de secura em seu imaginário. Passaram a ser consumidores de uma coisa que já vem pronta, empacotada. Deixaram de ser produtores de si mesmos."

Mia Couto

O Joseph Carl Robnet Licklider, que não tinha mais nada de importante para fazer no MIT, resolveu que seria possível estabelecer um sistema mundial de comunicação instantânea. Isso nos idos de 60. Verdade que o patriota aí de cima via no tal sistema um remédio para evitar a comunização dos States. Tanto que vendeu a idéia a ninguém menos do que o Pentágono. Como o comunismo saiu de moda, eis-nos vítimas da Internet. Tudo culpa do J.C. Falo do homem do MIT evidentemente. E tome esse festival de besteiras que nos caem na rede diariamente. Há quem nos envie cinco ou seis mensagens no mesmo dia, fórmula excelente para que o destinatário, sendo eu, apague todas sem abrir nenhuma.

Em um desses informativos internéticos aprendi umas tantas coisas bem interessantes, o que serviu para mostrar o tamanho de minha ignorância. Faça o teste você também e veja se sua cultura geral já lhe havia permitido saber que:

01 - O nome completo do Pato Donald é Donald Fauntleroy Duck.

02 - Em 1997, as linhas aéreas americanas economizaram US$ 40,000.00 eliminando uma azeitona de cada salada.

03 - Uma girafa pode limpar suas próprias orelhas com a língua.

04 - Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e depois não se lembram de onde as esconderam.

05 - Comer uma maçã é mais eficiente que tomar café para se manter acordado.

06 - As formigas se espreguiçam pela manhã, quando acordam.

07 - As escovas de dente azuis são mais usadas que as vermelhas.

08 - O porco é o único animal que se queima com o sol, além do homem.

09 - Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo.

10 - Só um alimento não se deteriora: o mel.

11 - Os golfinhos dormem com um olho aberto.

12 - Um terço de todo o sorvete vendido no mundo é de baunilha.

13 - As unhas da mão crescem aproximadamente quatro vezes mais rápido que as unhas do pé.

14 - O olho do avestruz é maior que seu cérebro.

15 - Os destros vivem, em média, nove anos mais que os canhotos.

16 - O "quack" de um pato não produz eco, e ninguém sabe porquê.

17 - O músculo mais potente do corpo humano é a língua.

18 - É impossível espirrar com os olhos abertos.

19 - O "j" é a única letra que não aparece na tabela periódica dos livros de química.

20 - Os chimpanzés e os golfinhos são os únicos animais capazes de se reconhecer na frente de um espelho.

Pronto. Graças ao J.C. e ao Pentágono, você agora está mais culto do que estava há meia hora.

Acha pouco? Outro desocupado me enviou uma série de "Perguntas irrespondíveis", das quais destaco estas que partilho com meus leitores:

1. Por que os jogadores de tênis pedem desculpa quando a bola, antes de bater por duas vezes na quadra adversária, toca na rede?

2. Por que os filmes de batalhas espaciais têm explosões tão barulhentas, se o som não se propaga no vácuo?

3. Se depois do banho estamos limpos, por que lavamos a toalha apenas molhada?

4. Por que as luas dos outros planetas têm nome, mas a nossa se chama apenas Lua ?

5. Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram, para poder acertá-lo ?

6. Se "É Proibido Pisar na Grama", como diz a placa, como aquela placa foi colocada no meio do gramado ?

7. Se todos os espectadores de uma partida de futebol estão a ver qual o jogador que entrará em campo, por que seu número aparece na placa, juntamente com a do jogador que será por ele substituído?

E há, é claro, também as "histórias verdadeiras", como a que reproduzo a seguir, que o remetente jura haver ocorrido com ele, o de que eu duvido.

Diz que o tal remetente, viajando pelo interior do país, viu um plantel de vacas muito bonitas. Algumas com manchas pretas e outras com manchas vermelhas. Aproximou-se do homem que ali estava e perguntou-lhe:

- Qual a raça dessas vacas?

O homem interpelado, com seu jeito simples, respondeu com outra pergunta:

- Quais vacas?

- As de manchas vermelhas, responde o turista.

- Essas são holandesas, responde o camponês.

- E as de manchas pretas? indaga o turista.

- Também são holandesas, responde o outro, rodando o chapéu na mão.

- E quanto dão de leite por dia? insiste o turista curioso, a esta altura já fora do automóvel.

- Quais? indaga o caboclo, sempre girando o chapéu na mão.

- As de manchas vermelhas, responde o turista, já denotando certa impaciência.

- Essas dão uns 20 litros de leite por dia em média, diz o interiorano.

- E as com manchas pretas?, torna o turista

- Essas também dão 20 litros, responde o caboclo, continuando a rodar o chapéu que traz na mão.

O turista se irrita:

- Sempre que eu lhe pergunto alguma coisa você me responde "quais?" e depois me diz "também". Por que é que você me responde desse jeito?

O caboclo, meio sem jeito:

- É que as vacas manchadas de preto são minhas.

Volta o turista às suas perguntas:

- E as de manchas vermelhas?

E o caboclo, sempre rodando o chapéu na mão:

- Também são minhas.

Acho que foi por isso que aqueles terroristas tentaram atirar o avião sobre o prédio do Pentágono.

Atualizado em: 12/2/2009 09:31

Publicidade