Migalhas

Sábado, 22 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Migalaw English
Luciana Carvalho Fonseca

Tradução simultânea em defesa de tese por videoconferência na FADUSP

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Tradução simultânea em defesa de tese por videoconferência na FADUSP


No último dia 4 de maio, Fabia Fernandes Carvalho Veçoso defendeu sua tese de doutorado – Entre absolutismo de direitos humanos e história contextual: aspectos da experiência da Corte Interarmericana de Direitos Humanos – na Faculdade de Direito da USP.


O evento, além de ter contado com arguições contundentes e respostas fundamentadas e apaixonadas por parte da candidata, deve representar um marco para as futuras defesas na Faculdade, pois foi a primeira realizada na FADUSP por videoconferência e com o auxílio de interpretação simultânea.


A opção pela videoconferência partiu de iniciativa da própria candidata e teve por objetivo facilitar e viabilizar a participação do professor finlandês, o Dr. Martti Koskenniemi da Universidade de Helsinki e a necessidade de tradução para o inglês decorreu de determinação da própria Faculdade.


As vantagens da videoconferência


As vantagens da videoconferência são significativas.


Em primeiro lugar, ela economiza recursos financeiros da instituição de destino empregados na compra de passagens e pagamento de diárias. No caso da FADUSP, por exemplo, devido o número de bancas ser bastante alto, a videoconferência pode ter um papel representativo na racionalização dessa verbas.


Segundo, a videoconferência economiza também outro bem: o tempo dos membros da banca. Professores que participam de defesas, em regra, nada recebem pelo tempo dedicado à leitura e arguição. Portanto, respeitar o valioso tempo que o deslocamento toma desses professores é uma demonstração de gentileza e consideração por seu dedicado trabalho.


Terceiro, a videoconferência tem condições de abrir – ou melhor – escancarar as portas da USP para todo o país – quiçá para o mundo. Com alguns pequenos ajustes tecnológicos e um pequeno investimento em equipamento adequado, a FADUSP poderia oferecer condições técnicas ideais e até mesmo disponibilizar defesas em tempo real pela internet.


As vantagens da tradução simultânea


No caso da defesa da Dra. Fabia, a tradução foi uma exigência da própria Faculdade para garantir a publicidade daqueles que iriam assistir à defesa em língua portuguesa.


Tradicionalmente, a tradução simultânea é oferecida em duas direções em um mesmo evento, ou seja, do português para o inglês e vice-versa. Dessa forma, com o equipamento específico, é possível oferecer um canal de inglês e outro de português em qualquer defesa por videoconferência contribuindo ainda mais para a publicidade exigida.


Em certos casos, é bem verdade que a tradução simultânea poderá ser redundante, pois banca e candidato podem ter domínio do idioma estrangeiro. Entretanto, vale ressaltar que, como expressão de identidade, toda língua possui contornos e limites que dependem do grau de proficiência linguística – e cultural – do falante. Tais limites e contornos são inquestionavelmente mais cerrados quando se trata de uma língua estrangeira, fazendo com que ao falarmos nossa própria língua sejamos capazes de falar exatamente o que queremos dizer; por outro lado, ao falarmos uma língua estrangeira, somos capazes de dizer apenas o que conseguimos falar.

Consequentemente, por meio da tradução promove-se o mais perfeito conforto linguístico para partes envolvidas.


Conclusão


Tivemos a honra de participar, na qualidade de tradutora - juntamente com o colega David Coles, dessa primeira experiência em que a FADUSP inaugura uma nova era em matéria de defesas.


A videoconferência – com possível transmissão via internet – e, quando necessária, acompanhada de tradução simultânea, poderá contribuir significativamente com a economia, não apenas dos recursos financeiros despendidos pela instituição, mas também com a preservação do valioso tempo gasto com deslocamento por muitos membros de banca.


Além disso, defesas por videoconferência, com e sem tradução, certamente farão com que a faculdade passe a conferir uma nova dimensão ao requisito ‘publicidade’ e dê mais um passo largo e importante em direção à disseminação do conhecimento.


A candidata e a tese de doutorado


VEÇOSO, Fabia F. Carvalho. Entre absolutismo de direitos humanos e história contextual: aspectos da experiência da Corte Interarmericana de Direitos Humanos. 2012. 11f. Tese (Doutorado em Direito) – Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, 2012.


A banca


Professor Dr. Alberto do Amaral Júnior, orientador e presidente da banca, Professor Associado do Departamento de Direito Internacional da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.


Professor Dr. Martti Koskenniemi, professor de Direito Internacional da Universidade de Helsinki. Diretor do Instituto Erik Castrén de Direito Internacional e Direitos Humanos da Universidade de Helsinki.


Professor Dr. George Rodrigo Bandeira Galindo, professor e vice-diretor da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília. Membro da Comissão de Pós-Graduação em Direito da UnB.


Professor Dr. Ronaldo Porto Macedo Junior, professor Doutor do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Professor da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas.


Professor Dr. Celso Fernandes Campilongo, professor Associado do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Professor Doutor pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Creditos da imagem : Arcadas Foto & Vídeo - Xaxá e Cesar Viegas

______

Luciana Carvalho Fonseca

Luciana Carvalho Fonseca, é professora doutora do Departamento de Letras Modernas (DLM) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP) e da pós-graduação em Tradução (TRADUSP). Fundadora da TradJuris - Law, Language and Culture e autora dos livros "Inglês Jurídico: Tradução e Terminologia" (2014) e "Eu não quero outra cesárea" (2016).

-