Quinta-feira, 18 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

Investimento italiano no Brasil

Fabio Buccioli

A Itália é o sexto maior parceiro comercial do Brasil e o décimo maior país investidor na economia do país, escolha essa feita não somente pelo fato de o mercado brasileiro representar uma ótima oportunidade de negócios para a iniciativa estrangeira, mas também pelo fato de o Brasil possuir cerca de 25 milhões de italianos e descendentes residentes em seu território.

terça-feira, 3 de maio de 2005

Investimento italiano no Brasil


Fabio Buccioli*

A Itália é o sexto maior parceiro comercial do Brasil e o décimo maior país investidor na economia do país, escolha essa feita não somente pelo fato de o mercado brasileiro representar uma ótima oportunidade de negócios para a iniciativa estrangeira, mas também pelo fato de o Brasil possuir cerca de 25 milhões de italianos e descendentes residentes em seu território. O comércio exterior Brasil-Itália movimentou nos últimos anos cerca de 5 bilhões de dólares e os investimentos italianos aqui têm crescido exponencialmente a cada ano.

Os setores da economia brasileira que mais têm atraído o interesse dos novos investimentos italianos são: agronegócio, infra-estrutura, bancário-financeiro, telecomunicações, turismo, metal-mecânico e maquinários. A seguir, no intuito de fornecer ao empreendedor italiano informações relevantes acerca das principais áreas econômicas de atuação do setor privado italiano no Brasil, expomos de maneira breve um panorama geral acerca do setor do agronegócio. Os demais setores serão debatidos nas próximas edições de nosso boletim.

Dotado de condições geográficas inigualáveis para a produção agropecuária, o Brasil possui 388 milhões de hectares1 de terras férteis agricultáveis, dos quais 90 milhões se encontram ainda inexplorados. O agronegócio é o carro-chefe da economia brasileira, respondendo por 1/3 do PIB e 42% das exportações2. Entre 1993 e 2003, as exportações do setor tiveram seu faturamento dobrado e o saldo comercial cresceu acima de 100%. Esses dados levaram a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) a estimar que o Brasil será o maior produtor mundial de grãos na próxima década.

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, açúcar, álcool, suco de frutas, carne bovina e de frango; e está no topo do ranking dos maiores exportadores de soja, tabaco, couro e calçados de couro. Não obstante tal liderança, existem uma série de iniciativas governamentais no sentido de tornar o agronegócio brasileiro ainda mais rentável e competitivo, como a criação de seguros que visam a garantia da renda do produtor e linhas de crédito mais vantajosas ao agronegócio.

O Brasil, contando com cerca de 180 milhões de habitantes, possui um dos maiores mercados consumidores do mundo, tanto é que 80% da produção de alimentos é destinada ao mercado interno, e somente o restante se dirige à exportação. Considerando a capacidade de produção ociosa das terras ainda inexploradas, poderá ser aumentado em três vezes o volume atual da produção de grãos. O agronegócio é um dos setores mais prósperos da economia do país, e conta com a certeza da demanda, com a alta competitividade da nossa produção e com as melhores garantias e incentivos por parte do governo brasileiro.
____________

1
Um hectare equivale a 10.000 metros quadrados.

2Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
____________

* Advogado do escritório
Buccioli Advogados Associados





_____________