Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

A onda de ataques em São Paulo - Inferno de Dante !

Carlos Alberto Barbosa de Mattos

É impressionante notar a fragilidade de nosso sistema penal e carcerário; também é inegável a absurda falta de estrutura de nossa polícia.

quarta-feira, 17 de maio de 2006

A onda de ataques em São Paulo - Inferno de Dante !

Carlos Alberto Barbosa de Mattos*

É impressionante notar a fragilidade de nosso sistema penal e carcerário; também é inegável a absurda falta de estrutura de nossa polícia.

Mais inacreditável é verificar que, por ato de um único cidadão, que, de repente, decide “revogar” a concessão de indulto para o Dia das Mães, milhares e milhares de pessoas (e a esmagadora parte delas, inocentes), pagam por isso, com a própria vida !!!

Com isso, me vem à mente aquele velho adágio popular que preceitua: “Os inocentes pagam pelos pecadores” – e isto, de certa forma, faz com que nós acabemos nos reportando à época em que Cristo aqui esteve, entre nós.

Em outro aspecto da questão, não posso deixar de criticar o apoio que o Presidente da OAB de São Paulo (Dr. Luiz Flávio Borges D'urso) deu para a aprovação da alteração da Lei 8.072/90 (Lei de Crimes Hediondos). Muitas de suas atuações, seja no âmbito jurídico, seja no âmbito meramente político são bastante aplaudidas por inúmeros advogados paulistas. Mas, creio que esta não tenha sido tão festejada.

Ainda neste final de semana, ao acompanhar as infindáveis notícias nos tele-jornais, lembrei-me do melhor livro literário que li até hoje, do qual tomo a liberdade de transcrever pequeno trecho. Trata-se da obra “Divina Comédia”, de Dante Alighieri, na qual o autor assim descreve a mensagem contida na porta de entrada do “Inferno”:

“Vai-se por mim à cidade dolente

Vai-se por mim à sempiterna dor

Vai-se por mim toda a perdida gente.

Justiça moveu-me o meu Alto Feitor,

Fez-me a Divina Potestade

A Suma Sapiência e o Primeiro Amor

Antes de mim nada foi criado

Senão o Eterno

E Eterna eu Duro

Deixai toda esperança, vós que entrais (Grifos meus)

De tudo o que se vivenciou neste três últimos dias, pode-se dizer que a citação acima se aplica tal e qual à todos nós: sentimentos de dor, desesperança e medo é o que não nos falta !!!

Ainda relembrando da minha infância, me vem à mente a frase que era (e ainda é) o lema do colégio onde fiz parte de meus estudos (do qual a Diretora, enquanto viva, era fervorosa devota de Nossa Senhora do Carmo) e que poderia, talvez solucionar muitos problemas atuais, projetando-se os efeitos para o futuro:

Educai as crianças e não será preciso punir os Homens”.

_____________

*Advogado





_____________