segunda-feira, 13 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Projeto quer penalizar a divulgação de imagem de mortos

Mariana Cardoso Magalhães

A criação da tipificação deste delito vem se tornando cada vez mais necessária na atualidade, onde a facilidade de divulgação de imagens, em tempo real, se torna cada vez maior.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O projeto de lei 2175/151 elaborado pelo deputado Federal Cícero Almeida busca penalizar aqueles que divulgam e postam imagens de necropsia, tanatopraxia ou qualquer procedimento de intervenção no cadáver na rede mundial de computadores.

O objetivo é preservar a imagem e a memória dos falecidos, principalmente, se envolvidos em graves acidentes; bem como preservar a família do envolvido evitando lhes causar danos irreparáveis, interferindo de forma negativa na boa lembrança.

Este projeto propõe a alteração do artigo 212 do Código Penal brasileiro, o qual tipifica o ato de vilipêndio de cadáver ou de suas cinzas, para incluir um parágrafo único de aumento de pena em um terço quando o vilipêndio decorrer de "postagem de imagem de necropsia, tanatopraxia ou de qualquer procedimento de intervenção no cadáver na rede mundial de computadores."

Em 8 de julho de 2015 a CCJ realizou a análise de mérito do projeto. Após, este foi encaminhado para apreciação do plenário que, até o presente momento, ainda não foi realizada.

A criação da tipificação deste delito vem se tornando cada vez mais necessária na atualidade, onde a facilidade de divulgação de imagens, em tempo real, se torna cada vez maior. A busca pela preservação da imagem deve ser preservada além da vida do indivíduo, devendo ser mantida mesmo após a sua morte.

___________

1 Site da Câmara dos Deputados com a íntegra do PL.

_________

*Mariana Cardoso Magalhães é advogada sócia do escritório Homero Costa Advogados.

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram