quinta-feira, 21 de outubro de 2021

MIGALHAS DE PESO

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. De Peso >
  3. Conteúdo e tecnologia no direito segundo o taoísmo

Conteúdo e tecnologia no direito segundo o taoísmo

A atenção à qualidade das informações associada ao correto dimensionamento e à utilização das melhores tecnologias trarão o equilíbrio necessário e tão almejado para a eficiência, produtividade e competitividade!

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Um dos conceitos básicos do taoísmo é o do "Yin  Yang" no qual duas grandes forças fundamentais, opostas, mas complementares que agem na criação e manutenção de tudo que existe. Nessa discussão, quero fazer uma correlação metafórica sobre a relação de dualidade e complementariedade que existe no direito entre o conteúdo e a tecnologia. 

O conteúdo no direito sempre foi mantido blindado ou isolado da tecnologia devido à sua característica inerente de estar embalado na expressão verbal ou escrita e limitando o seu acesso e entendimento àqueles poucos "fatores de tprodução" que têm a capacidade da interpretação e sua contextualização, ou seja, os humanos.  Some-se a isso o fato de existir uma linguagem específica na advocacia e que é mais hermética que a linguagem coloquial, o chamado "advoguês".

Com as mudanças às quais a profissão do direito tem sido submetida, principalmente pela aproximação ao mundo dos negócios (mudanças nas funções de diretores jurídicos, pressão de clientes por preços, concorrência, novas gerações, etc.) associadas à explosão no desenvolvimento tecnológico, essa blindagem, aos poucos, vem sendo eliminada.

Outro aspecto relativo ao conteúdo é o seu aumento exponencial na forma digital, sendo que no mundo são criados atualmente cerca de 2.5 quintilhões de bytes de dados/informações a cada dia e no direito isso não é diferente. No momento existem no Brasil dezenas de prestadores de serviços jurídicos (aka escritórios de advocacia) que não mais mentem arquivos em papel e num futuro muito próximo documentos em papel serão coisa de museu.

Como, então conviver com esse desafio, ou seja, ter acesso a toda essa informação interpretá-la e continuar sendo cada vez mais eficiente, produtivo e competitivo? A resposta, obviamente é a tecnologia!

Nos últimos (poucos) anos, a tecnologia simplesmente explodiu em todos os aspectos e especificamente no direito os novos sistemas incorporam em suas entranhas, algoritmos de inteligência artificial, machine learning, natural language processing, inteligência cognitiva, que  permitem aos computadores começarem a ter a capacidade de entender o que as pessoas dizem ou escrevem. Associe-se a isto o aumento também explosivo da capacidade de processamento dos mesmos (seguindo a chamada lei de Moore), permitindo que hoje consigamos realizar tarefas impensáveis no passado, como os algoritmos estatísticos acima.

Todas essas mudanças na tecnologia estão permitindo que textos, que antes tinham analises manuais (humanas) qualitativas, subjetivas e que dependiam de julgamento e experiências individuais, passem a ter análises automáticas, quantitativas, objetivas, estatísticas, com rigor analítico e sem inferência humana.

Escutei na última ILTACON 2019 a seguinte frase dita pela Meredith Williams-Range, palestrante e CKO do escritório Shearman & Sterling: "Technology is the King and Content is the Queen" e que me fez  pensar no Yin Yang.

Do que nos adianta termos "zilhões" de informações se não conseguimos acessá-las ou encontrá-las em tempo hábil? Por outro lado, da mesmo forma, do que nos adianta termos as melhores tecnologias se onosso conteúdo for de baixa qualidade? Volto a trazer a metáfora do ventilador (1a edição de meu livro "Governança Estratégica para Escritórios de Advocacia) onde comparo os computadores a ventiladores. Numa sala, se abrirmos um frasco de perfume atrás do ventilador, após alguns instantes a sala inteira estará perfumada, mas se por acaso abrirmos um recipiente com excrementos, a sala toda ficará cheirando a merda!

A atenção à qualidade das informações associada ao correto dimensionamento e à utilização das melhores tecnologias trarão o equilíbrio necessário e tão almejado para a eficiência, produtividade e competitividade!

_______________

*José Paulo Graciotti é consultor e sócio da GRACIOTTI Assessoria Empresarial.

GRACIOTTI ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA.

 

Atualizado em: 29/8/2019 13:04