domingo, 24 de outubro de 2021

MIGALHAS DE PESO

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. De Peso >
  3. Estados Unidos voltarão a abrir fronteira para brasileiros em novembro

Estados Unidos voltarão a abrir fronteira para brasileiros em novembro

A entrada no país sem a necessidade de uma quarentena prévia é uma ótima notícia para turistas e também para aqueles que estão em busca de um visto de permanência legal no país.

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Uma boa notícia para aqueles que estão planejando a próxima viagem. O coordenador de assuntos relacionados à covid-19 da Casa Branca dos Estados Unidos, Jeff Zients, concedeu uma entrevista recentemente informando que, em breve, vão remover as restrições de voos diretos de alguns países.

Alguns meses atrás, eu publiquei um vídeo com a informação relatada por amigos que atuam junto ao CDC e a previsão era de que a partir da segunda quinzena de outubro ocorreria a flexibilização para a entrada no país. Muitos não acreditaram e pensaram que as restrições aconteceriam apenas a partir de 2022, mas felizmente a entrada nos Estados Unidos de forma direta passa a acontecer ainda este ano.

A entrada no país sem a necessidade de uma quarentena prévia é uma ótima notícia para turistas e também para aqueles que estão em busca de um visto de permanência legal no país.

Ainda assim, vale ressaltar que haverá necessidade de comprovação de vacinação para entrar nos Estados Unidos. As vacinas aceitas pelo país são as aprovadas pela FDA, órgão regulador de insumos médicos, sendo que no momento apenas três fabricantes foram aprovadas: Pfizer, Moderna e a Johnson & Johnson (Janssen).

Possível, dento de pouco tempo as vacinas Astrazeneca e Coronavac também sejam aceitas, mas o ideal é aguardar as próximas informações do porta-voz americano. Além disso, é fundamental evitar a tentativa de entrada nos Estados Unidos sem uma dessas vacinas. Nesse caso, o ideal é fazer a quarentena em um dos locais indicados que aceitam a presença de brasileiros, por pelo menos 15 dias.

Outra boa notícia é que com a abertura da fronteira, o consulado pode passar a trabalhar de forma mais intensa na aprovação de processos que já estavam em andamento.

Atualizado em: 23/9/2021 08:41

Daniel Toledo

Daniel Toledo

Advogado do escritório Toledo Advogados Associados. Especializado em Direito Internacional. Consultor de negócios. Palestrante. Membro da Comissão de Direito Internacional da OAB/SP e Santos.

Toledo Advogados Associados