terça-feira, 5 de julho de 2022

MIGALHAS DE PESO

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. De Peso >
  3. Qual a diferença entre transcrição e degravação?

Qual a diferença entre transcrição e degravação?

Existem dois tipos de transcrição.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

 (Imagem: Divulgação)

(Imagem: Divulgação)

Em casos de eventos presenciais, vídeos e arquivos de áudio, pode ser necessário obter uma transcrição desse áudio em texto, a fim de facilitar consultas e registro.

Nessas situações, o cliente pode buscar o auxílio de uma LSP (Language Service Provider ou empresa de serviços linguísticos) e contratar o serviço de transcrição de áudio e degravação judicial.

Você sabe qual a diferença entre essas duas modalidades? A Aliança Traduções vai explicar para você. Confira abaixo!

O que é Transcrição de áudio?

Transcrição de áudio consiste em transformar áudio em texto. É a reprodução por escrito de um material em áudio ou até mesmo vídeo.

O profissional que realiza esse trabalho assiste o vídeo ou ouve a gravação de áudio fornecida pelo cliente repetidamente e redige o documento com fidelidade ao conteúdo original.

Existem dois tipos de transcrição.

A Transcrição Literal é aquela que é fiel à gravação, contendo todos os aspectos da fala como vícios de linguagem, pausas e até mesmo erros gramaticais. Assim, se o interlocutor se repete, tosse, ou usa muitas interjeições, tudo isso será refletido no material entregue ao cliente. Embora seja a transcrição mais fiel e mais adequada a algumas situações, sua leitura pode ser mais cansativa e menos objetiva.

Já na Transcrição Adaptada, ocorre uma adaptação do áudio para que o texto fique mais fluido e ofereça uma leitura fácil e agradável. Assim, pequenos vícios de linguagem que não atrapalham a transmissão da mensagem original são omitidos e a leitura se torna mais objetiva.

Em ambos os casos, é importante que a gravação seja de boa qualidade, para que o profissional consiga reproduzir o material com máxima fidelidade.

Com áudios transcritos em texto, fica fácil e prático consultar, pesquisar e compreender o conteúdo gravado.

O que é degravação judicial?

A degravação é uma transcrição literal em texto de um conteúdo em áudio ou vídeo. A peculiaridade deste tipo de transcrição é a sua utilização em processos judiciais e deve incluir todas as falas exatamente como foram ditas. Ou seja: fidelidade máxima.

Em geral, o advogado pede a degravação para que entre como prova em um processo. Por esse motivo, também é realizada uma ata notarial em um cartório de notas.

"Ata Notarial é instrumento destinado ao registro de fatos jurídicos - sejam eles naturais ou voluntários - com consequências ou possíveis consequências jurídicas". PEREIRA, Antonio Albergaria. Ata Notarial. Boletim Cartorário da Edição 6 - 1996.

Uma definição mais completa do conceito de ata notarial está disponível no seguinte endereço: Ata Notorial

Arquivos para degravação

Hoje em dia, a maioria das empresas que fazem serviço de degravação trabalham apenas com arquivos digitais.

Por exemplo:

  • mensagens de voz em aplicativos de celular
  • conversas gravadas com o celular ou gravador digital
  • vídeos de reuniões
  • audiências
  • depoimentos
  • escutas telefônicas

Vale ressaltar novamente que tudo que é falado no áudio deve estar refletido de forma fiel e completa no texto transcrito.

Valor legal

Combinada com a ata notarial, a degravação passa a ter fé pública e valor legal.

Sendo assim pode ser utilizada até como prova principal em processo judicial.

Confira abaixo toda a praticidade que a degravação pode oferecer.

  • Economia de tempo: conteúdo de áudio em texto em apenas algumas horas.
  • O serviço pode ser contratado on-line, de qualquer parte do Brasil.
  • O juiz leva menos tempo para ler um depoimento do que ouvir o mesmo depoimento, e o advogado tem a opção de ressaltar partes relevantes no material, facilitando a análise.
  • Com a marcação de tempo ao final de cada fala da gravação, fica fácil consultar o momento em que determinada frase foi dita na mídia original.

Empresa profissional

Considerando a importância de um bom resultado nesse tipo de trabalho, é essencial solicitar o serviço de degravação ou transcrição a uma empresa de confiança.

Um exemplo recente de degravação judicial em que um causou graves problemas envolveu uma médica investigada por antecipar a morte de pacientes na UTI de determinado hospital. No inquérito, a declaração da médica constava: "cabeça tranquila para assassinar".

Na verdade, a frase dita pela médica foi "cabeça tranquila para raciocinar".

A correção foi eventualmente feita, porém não antes sem gerar prejuízos irreparáveis no caso.

Atualizado em: 19/1/2022 10:27

Cristina Gonzales

Cristina Gonzales

Fundadora da Aliança Traduções. Tradutora pública nos idiomas português e inglês, formada em Tradução pela UNESP, certificada pela American Translators Association - ATA e tradutora certificada pela Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes - ABRATES.

Aliança Traduções