MIGALHAS DE PESO

  1. Home >
  2. De Peso >
  3. Gestão jurídica e inovação - Parte 2: Legal operations

Gestão jurídica e inovação - Parte 2: Legal operations

O Legal Ops, como tendência internacional, traz novas orientações e competências essenciais para o mundo jurídico e faz com que enxerguemos a importância da gestão jurídica dentro dos escritórios e departamentos jurídicos, como inovação relevante dentro da organização.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Atualizado em 7 de março de 2022 17:57

(Imagem: Arte Migalhas)

Diante de tanta complexidade no mundo atual e da velocidade de mudança ser maior até que a própria mudança, de vivermos num cenário competitivo cada vez mais agressivo, várias transformações no mundo jurídico, acelerada pela pandemia, bem como, a forma de fazer gestão jurídica e os avanços tecnológicos, fez com que, em busca de soluções inovadoras, voltássemos nosso olhar, enquanto integrantes de escritórios e departamentos jurídicos, para as tendências nacionais e internacionais.

Não podemos continuar fazendo o direito ou pensando a gestão jurídica do mesmo modo que fazíamos antes da pandemia. Esta trouxe maior velocidade à mudança, intensificou a complexidade nas relações jurídicas e nos trouxe, enquanto parte integrante do mundo jurídico, a necessidade de voltarmos os nossos olhares para intersecções com outras ciências, para automações, uso de tecnologias e suas regulamentações, além de olhar para as tendências internacionais em busca de novos horizontes de atuação e aplicabilidade na gestão jurídica.

De certo, "as tendências podem parecer assustadoras, mas, realmente acredito que podemos aprender a abraçar a mudança, nos tornando mais resilientes e menos amedrontados, capazes de realizar mais, parando de lamentar o que não podemos fazer e agindo com propósito global em vez de sermos prisioneiros das forças ao nosso redor."1

Como disse JJ Sutherland, "a mudança sempre muda. (...) Sabemos que haverá mudança. A única questão é: você luta contra ela ou a aproveita?"2

A tendência internacional, no momento atual, vem sendo desenhada por um grupo de especialistas que se reúnem todos os anos e deu origem ao Corporate Legal Operations Consortium (CLOC): "uma comunidade global de especialistas com foco na redefinição dos negócios jurídicos."3

Em outras palavras, o Corporate Legal Operations Consortium (CLOC), o trata-se de uma entidade criada nos Estados Unidos da América (EUA) por um consórcio de departamentos jurídicos focados na melhoria na prestação dos serviços jurídicos.

Sabemos que "foi a partir do CLOC que surgiu a ideia do Legal Operations, também conhecido, como Legal Ops, trata-se da junção de todos os fluxos de atividades fundamentais para um escritório ou departamento jurídico, excluindo as atividades legais."4

O CLOC conceitua Legal Operations (operações legais) como "um conjunto de processos de negócios, atividades e profissionais que permitem que os departamentos jurídicos atendam seus clientes de maneira mais eficaz, aplicando práticas comerciais e técnicas à prestação de serviços jurídicos. O Legal Operations (operações legais) fornece planejamento estratégico, gerenciamento financeiro, gerenciamento de projetos e experiência em tecnologia que permite que os profissionais jurídicos se concentrem em fornecer consultoria jurídica".5

Como tendência internacional, traz novas orientações e competências essenciais para o mundo jurídico e faz com que enxerguemos a importância da gestão jurídica dentro dos escritórios e departamentos jurídicos, como inovação relevante dentro da organização.

Escrevi, há um tempo atrás, um artigo correlacionado a este, sobre o CLOC e a importância das operações legais, publicado no Migalhas, e de certo, precisamos abraçar a mudança, atentarmos as tendências mundiais e adaptar a nossa realidade à estas, não só e também, para o melhor desempenho e excelência na prestação dos serviços jurídicos cada vez mais competitivos, mas, ainda, para oferecer aos clientes um serviço mais estratégico, com menos custos, com melhor compreensão, auxiliados pela tecnologia para simplificar a visualização e o entendimento da demanda solicitada.

O Legal Ops, como tendência internacional, traz novas orientações e competências essenciais para o mundo jurídico e faz com que enxerguemos a importância da gestão jurídica dentro dos escritórios e departamentos jurídicos, como inovação relevante dentro da organização.

Precisamos estar prontos para essa nova era no direito e para isso, basta dar o primeiro passo. Vamos lá?

___________

1 Sutherland , J.J. Scrum: guia prático. Tradução de Nina Lua. Rio de Janeiro. Sextante, 2020. P.25

2 Sutherland , J.J. Scrum: guia prático. Tradução de Nina Lua. Rio de Janeiro. Sextante, 2020. P.21

3 CORPORATE LEGAL OPERATIONS CONSORTIUM ? CLOC. About us. Disponível em: https://cloc.org/about-cloc/ Acesso em: 19 ago. 2021.

4 E book jurídico ágil-curso e comunidade. Saiba como implementar as Metodologias ágeis, o Kanban e o Scrum nos escritórios e departamentos jurídicos, e alcançar uma gestão jurídica mais ágil e colaborativa. Junho de 2021.  - p.17

5 https://cloc.org/what-is-legal-operations/ acesso em 13.11.2021

Gleicy Michella de Souza Lima Tiso

Gleicy Michella de Souza Lima Tiso

Graduada em direito pela FIR/PE em 2011. Graduada em odontologia pela FOP/UPE em 2001 e pós-graduada pela ABO/PE em estética restauradora. Membro do grupo Mulheres Agilistas e do Business Agility Institute Brasil (BAI Brasil). MBA premium em gestão para escritórios e departamentos jurídicos pela Baiana Business School (em andamento). Sócia/ gestora da área de controladora jurídica/ Legal Operations do escritório Ivo Barboza & Advogados Associados. @gleicylimatiso