Migalhas

Sexta-feira, 3 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Evento

2nd Thomson Reuters Regulatory Summit

  • Data: 10 e 11/9
  • Local: Espaço Rosa Rosarum (Rua Francisco Leitão, 416 - Pinheiros - São Paulo/SP)

A Thomson Reuters realizará, pelo 2º ano consecutivo no Brasil, o principal Fórum Regulatório da América Latina. Este evento, seguirá o formato desenvolvido com sucesso na Ásia anualmente, e que depois de 3 anos, tornou-se o principal evento do gênero na indústria de serviços financeiros da região.

Objetivo

O principal objetivo do Regulatory Summit é fornecer um ambiente oportuno para o debate entre o mercado financeiro e as autoridades reguladoras. O propósito é o de melhorar a cultura de Governança Corporativa, a gestão de riscos e ao compliance das empresas da região. Regulatory Summits já são realizados pela Thomson Reuters em Hong Kong, Austrália e Indonésia com grande sucesso.

Público-alvo

O evento reunirá cerca de 250 participantes, dentre eles: Executivos do setor financeiro;Responsáveis pelo compliance de empresas – de todos os segmentos – indústria, comércio, serviços, previdência (fechada e aberta), seguros, etc; Líderes da área de gestão de riscos; Entidades Reguladoras de diversos segmentos (financeiro, indústria, serviços); Advogados; Entidades de Classe;Autoridades e Membros do Governo (federal, estadual e municipal); Acadêmicos (Professores e Pós-Graduandos).

Programa

Governança Corporativa

  • Evolução da Governança Corporativa nas empresas brasileiras, para garantir compliance regulatório e controles internos efetivos.
  • Governança Corporativa nos órgãos do governo - qual sua dimensão e como isso afeta o mercado.
  • A visão dos reguladores sobre Governança.
  • O quanto as empresas no Brasil estão preparadas para estar em compliance e manter controles internos consistentes. Como a Prevenção à Lavagem de Dinheiro e a Lei Anti-Corrupção se inserem nesse contexto?
  • Os grandes desafios que agora se interpõem para a efetividade da Lei 12.846 de Combate à Corrupção, sob a ótica do Judiciário.
  • Visão dos bancos para a questão de compliance com FATCA. O que é mais complexo, adequar custos, processos, sistemas, resistências internas?

Palestrantes

- Gilson Dipp
Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, Diplomado pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1968. Ministro do Superior Tribunal de Justiça desde 1998. Membro da Corte Especial, do Conselho de Adminstração e da Comissão de Jurisprudência do STJ. Ministro do TSE desde 2011. Presidente da Comissão de Juristas com a finalidade de elaborar o anteprojeto do Código Penal. Principais Atividades Exercidas: Juiz do Tribunal Regional Federal da 4ª Região – 1989. Membro do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul – 1995/1997. Presidente do TRF da 4ª Região – 1993/1995. Corregedor Nacional de Justiça - Biênio 2008/2010.

- Gilson Libório de Oliveira Mendes
Diretor de Pesquisas e Informações Estratégicas da Secretaria Executiva da Controladoria-Geral da União. Mestre em Aplicações Militares, Pós-graduado em Política e Estratégia pela Universidade de Brasília (UnB) e em Supervisão Escolar pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Exerceu o cargo de Coordenador-Geral de Cooperação Jurídica Internacional do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI) da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Coordenador Adjunto do Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (Lab-LD) da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Representante no Comitê Inter-Americano Contra o Terrorismo - Organização dos Estados Americanos (OEA), no Mecanismo 3+1 (Argentina – Brasil – Paraguai e EUA) e no MERCOSUL – GTP/GTE Combate ao Financiamento do Terrorismo. Possui prêmios em projetos na área de tecnologia aplicada ao Governo. Professor de pós-graduação da Fundação Escola Superior do Ministério Público de MG, palestrante dos cursos do Programa Nacional de Combate à Lavagem de Dinheiro e de cursos de Operações de Inteligência para diversos Órgãos dos Governos Federal e Estadual.

- Jorge Saba Arbache
Economista Sênior, da Região da África do Banco Mundial, e é o diretor dos Indicadores do Desenvolvimento de África. Antes de entrar para o Banco foi professor de economia da Universidade de Brasília, economista da Organização Internacional do Trabalho, e serviu no governo brasileiro, incluindo a Presidência da República e do Ministério do Trabalho. Publicou livros e autor e co-autor de vários artigos sobre economia do desenvolvimento, incluindo questões sobre o crescimento, economia do trabalho, comércio internacional, economia industrial, pobreza e economia do turismo. Mais recentemente, vem trabalhando em uma agenda de pesquisa em aceleração e desaceleração do crescimento e seus impactos sobre a pobreza, ODM, o crescimento de longo prazo, e governança. Trabalha sobre questões relacionadas com os mercados de trabalho, as mudanças demográficas e os jovens em África. Nascido no Brasil, é bacharel em economia e de direito, e mestrado e doutorado em economia.

- Paulo Roberto Saraiva Da Costa Leite
Nasceu em Porto Alegre em 1949, se formou em Ciência Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito do Distrito Federal. Assumiu o cargo de Ministro do Tribunal Federal de Recursos em 1984 e partir da Constituição de 1988 tornou-se Ministro do Superior Tribunal de Justiça, tribunal o qual presidiu no Biênio de 2000 a 2002. Neste mesmo período foi presidente do Conselho de Justiça Federal. Após deixar a presidência destes órgãos aposentou-se e atualmente atua como Advogado. O Ministro Costa Leite além de ter exercido o magistério jurídico ,é autor de diversos artigos publicados em revistas especializadas e recebeu vários condecorações e títulos ao longa sua vitoriosa trajetória no judiciário brasileiro, sendo o Título Honorífico de Cidadão Emérito de Porto Alegre um dos seus maiores orgulhos devido a sua grande identificação com a sua cidade natal.

- Prof. Dr. Gianpaolo Poggio Smanio
Possui graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1986), mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1996) e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000). Atualmente é livre da Escola Superior do Ministério Público do Estado de São Paulo e professor adjunto da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Penal, atuando principalmente nos seguintes temas: direito penal, responsabilidade penal, juizado especial criminal, interesses difusos.

- Leonardo Viegas
Preside o conselho de duas empresas de capital fechado e controle familiar. Foi um dos fundadores e membro do conselho de administração do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) em três mandatos. Coordenou a Comissão Internacional e viagens de estudo do IBGC para os EUA, Inglaterra, Suécia, Finlândia e Austrália. Colaborou com o Banco Mundial / IFC como membro do Private Sector Advisory Group (PSAG) na disseminação de boas práticas de governança em Moçambique, Bósnia-Herzegovina, Vietnam, Tunísia, Egito e diversos países da América Latina. É engenheiro, com pós-graduação na Harvard Business School e curso de governança corporativa na Universidade de Yale, EUA.

- Silvana Mesquita
Head of AML Compliance do BTG Pactual e Representante da Febraban para FATCA. Ela também coordena na FEBRABAN o Grupo de Trabalho de FATCA no Brasil. O BTG Pactual é um banco de investimento, com presença global, e foco na América Latina, oferecendo uma gama completa de serviços financeiros a uma base de clientes global. Seu papel inclui além do Brasil, a supervisão dos escritórios nos Estados Unidos, Reino Unido, Hong Kong, Chile, Colômbia e Peru.

- Jorge Azevedo
Managing Director da Accenture, mais de 15 anos de experiência em gestão de riscos. Formado em engenharia mecânica pelo IME e economia pela PUC-RJ, com mestrado em engenharia no IME e pós-graduação em análise de sistemas pela PUC. Experiência em projetos transformacionais, desde o desenho do blueprint da área, estrutura organizacional, processos, modelos de risco, uso na gestão, especificação funcional, cultura de risco e gestão de mudanças. Atuou principalmente para os principais bancos nacionais, com experiência relevante também nas indústrias de Oil & Gas, Utilities e Mineração, para clientes na América Latina e Ásia.

- João Augusto Ribeiro Nardes
Indutor da Melhoria da Governança na Administração Pública Federal; Presidente do Tribunal de Contas da União; Ministro do Tribunal desde 2005; Presidente da Olacefs - Organização Latino-americana e do Caribe de Entidades Fiscalizadoras Superiores - 2013-2015; Secretário Executivo da EFSUL - Organização das Entidades Fiscalizadoras Superiores dos países do Mercosul, Bolívia e Chile - 2009-2012; Deputado Federal por três mandatos consecutivos, tendo renunciado durante o último mandato, quando foi nomeado para o Tribunal, em 2005; Deputado Estadual por dois mandatos até 1995, sendo um deles como Constituinte; Mestre em Estudos do Desenvolvimento, Institut Université d’Études, Genebra, Suíça, 1980-1981.

- Paulo Roberto Vampré Hummel
É mestre em administração da produção de operações industriais pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (EAESP-FGV), onde também fez pós-graduação em administração de empresas. Formou-se como engenheiro mecânico no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). É fluente em inglês e espanhol. Atualmente presta serviços para a FGV Projetos e é professor universitário na EAESP, onde há quarenta anos leciona não só em programas de graduação, pós-graduação e especialização, como também exerce as funções de coordenador/instrutor de programas de treinamento de pessoal com cargos de diretoria e gerência. Com mais de trinta e cinco anos de experiência em assessoria técnica e em consultoria, já foi coordenador e diretor de projetos junto a organizações públicas e privadas. Nesse sentido, desenvolveu trabalhos para o Ministério da Saúde, governo do Estado de São Paulo, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Tecnisa, Dell Computadores do Brasil, Microsoft Informática, Visanet, Saint-Gobain Vidros, El Dourado Exportação e Serviços, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Caixa Econômica Federal, Petrobras, entre tantos outros clientes de variados setores. Em sua trajetória profissional, ocupou cargos executivos e de liderança em diversas corporações. Foi vice-presidente de empresa de informática entre 1989 e 1994, sendo responsável pelas áreas de marketing e finanças. Assumiu também a presidência da Darumatec, da área de telecomunicações, que reestruturou estrategicamente. Foi diretor administrativo e financeiro de companhia nacional de médio porte, também da área de telecomunicações, onde efetuou o saneamento financeiro do negócio e sua consolidação administrativa. Durante nove anos exerceu a função de primeiro executivo financeiro na Rorer do Brasil. Paulo Roberto Vampré Hummel é um dos autores dos livros “Análise e Decisão sobre Investimentos e Financiamentos”, publicado pela Editora Atlas, e “Matemática Financeira e Engenharia Econômica: A Teoria e a Prática da Análise de Projetos de Investimentos”, da Editora Pioneira.

- João Roberto Peres
É mestre em ciência da comunicação pela Universidade de Campinas (Unicamp). Além de ser engenheiro eletricista formado pela Universidade de São Paulo (USP), fez administração com ênfase em análise de sistemas na Faculdade de Administração e Ciências Econômicas Sant’Ana e tecnologias em processamento de dados na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Fluente em inglês e espanhol. Desde 2005 é assessor técnico da FGV Projetos, sendo especialista em gestão, governança e segurança de Tecnologia da Informação e Comunicação (TI&C). Atua ainda na GV Consult, unidade de consultoria da Fundação Getulio Vargas em São Paulo. Pela FGV, prestou serviços técnicos junto à Fundação Valeparaibana de Ensino (FVE), em São Paulo, à Tecnisa, à Ernest & Young, à Visanet, à Microsoft Informática, à Companhia Vale, ao Ministério da Saúde , entre outros clientes. Ao longo de mais de quarenta e cinco anos de experiência profissional reuniu entre as suas áreas de especialização a de governança avançada de TI&C, governança corporativa, segurança corporativa e da informação, perícia forense computacional, gestão da continuidade de negócios, gestão de riscos corporativos, plano estratégico de segurança, além das metodologias ligadas à gestão de Tecnologia da Informação (TI) como ITIL (Information Technology Infrastructure Library), CobiT (Control Objectives for Information and Related Technology), eSCM (eSourcing Capability Model), PMI (Project Management Institute). Tem artigos não só em jornais como O Estado de S. Paulo, A Folha de S.Paulo, Gazeta Mercantil, Diário Popular, mas publicações especializadas como a Revista Nacional de Telecomunicações, Revista Banco Hoje, Revista Link, Revista Informática Hoje, Revista InformationWeek. Escreveu o livro “Política de Segurança da Informação”, da editora Allprint. Por mais de dez anos foi professor de graduação e pós-graduação na Escola Politécnica da USP. Nos últimos cinco anos têm lecionado na Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) e no Programa de Educação Continuada da FGV, onde coordena e é instrutor do curso governança avançada de TI para executivos e dirigentes. Ainda ministra palestras em entidades, universidades e eventos. No decorrer da carreira, por quase vinte anos, entre 1965 e 1984, trabalhou no setor de TI&C no Centro de Processamento de Dados do Banco de Crédito Nacional (BCN), ocupando uma série de cargos como o de chefe de controle de qualidade, programador, analista e supervisor de organização e métodos, analista de sistemas e de novas tecnologias, chefe de laboratório eletrônico, supervisor de suporte técnico, gerente de informática e diretor adjunto de tecnologia. No período de 1980 a 1984 foi diretor de tecnologia da GMK Eletrônica, empresa do grupo BCN. De 1984 a 1994 assumiu a presidência da Info Consult Informática, firma pioneira em consultoria no setor de redes de computadores e de segurança empresarial. Em 1994, tornou-se presidente da Komp Tecnologia, voltada para internet, telecom, gestão e segurança de TI&C, permanecendo na função até 2005. Paralelamente, de 1982 a 2005, prestou consultoria independente para a Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia, da USP, para a escola de negócios Trevisan, para o Instituto de Organização Racional do Trabalho (IDORT), entre outros.

- Jorge Abrahão
Engenheiro e empresário. Diretor Presidente do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. Membro do Conselho do Global Compact da ONU; do Conselho Internacional do Fórum Social Mundial; da Comissão de Transparência e Controle Social do Senado Federal; do Conselho da Cidade de São Paulo; do Colegiado da Rede Nossa São Paulo; e do Conselho Deliberativo do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, Conselho da Atletas pelo Brasil.

- Juliana Abrusio
Mestre pela Universidade de Roma II, com título revalidado pela USP. Professora da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie. Advogada.

- Marco Aurélio Florêncio Filho
Doutor em Direito pela PUC/SP. Mestre em Direito pela UPFE. Coordenador-Geral e Professor do Mestrado em Direito da Escola Paulista de Direito – EPD. Professor da Graduação e da Pós-Graduação em Direito Digital e das Telecomunicações da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie. Advogado.

- Maria Helena S. F. Santana
É membro do conselho de administração da Companhia Brasileira de Distribuição S.A., onde também preside o Comitê de Governança Corporativa. Integra também o Comitê de Auditoria do Itaú Unibanco Holding S.A., os conselhos de administração da CPFL Energia S.A. e da Totvs S.A., sendo nesta última coordenadora do Comitê de Auditoria. É membro do conselho curador da IFRS Foundation desde janeiro de 2014. Foi Presidente da Comissão de Valores Mobiliários entre julho de 2007 e julho de 2012. Foi Diretora da Comissão de Valores Mobiliários entre julho de 2006 e julho de 2007. Foi Presidente do Comitê Executivo da IOSCO – Organização Internacional das Comissões de Valores entre 2011 e 2012. Trabalhou na Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA entre 1994 e 2006, onde atuou inicialmente na área de Projetos Especiais e foi, entre 2000 e 2006, Superintendente Executiva de Relações com Empresas. Nessa posição, foi responsável pela supervisão das companhias listadas e por atrair novas empresas para a bolsa. Esteve envolvida na criação e foi responsável pela implementação do Novo Mercado. Foi Vice-Presidente do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa entre 2004 e 2006, e membro do conselho de administração do Instituto desde 2001. É membro da Latin-American Roundtable on Corporate Governance (OECD / WB Group) desde 2000. Economista formada pela FEA-USP.

- Flavia Mouta
É Superintendente de Desenvolvimento de Mercado da Comissão de Valores Mobiliários, responsável pela elaboração das normas da CVM. Ingressou como inspetora na CVM em 2001, tendo trabalhado até 2009 na área de registro de ofertas públicas de distribuição e de aquisição de ações, bem como de produtos estruturados de securitização, fundos imobiliários e private equity. É graduada em Química e em Direito. É pós-graduada em Direito Civil e Processo Civil. É professora no curso de pós-graduação de Mercado de Capitais e Finanças Corporativas na UNESA e de LLM de Direito Societário e Mercado de Capitais da FGV-Rio.

- Alessandra M Gonsales Rocha
Graduada em Direito – PUC/SP, Pós Graduada em Direito Empresarial – Puc/SP, Mestre em Direito Comercial – PUC/SP, tendo conduzido as pesquisas na Universidade de Harvard – Boston/EUA, MBA – FGV/SP. Especialista na implementação de políticas anticorrupção, participando ativamente das principais discussões do tema do país e no apoio a elaboração da regulamentação da legislação brasileira. Membro do Comitê de Compliance do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP). Sócia fundadora da ”LEC – Legal, Ethics and Compliance”, única revista brasileira com especialidade em compliance. Professora dos cursos de pós graduação da UFRJ e Unisal. Palestrante, conferencista e escritora de artigos para imprensa local e internacional.

- Gustavo Amaral De Lucena
Um dos fundadores do Instituto de Compliance e Integridade Corporativa (ICIC), membro do Comitê de Compliance da ABBI, escritor de 2 livros (tesouraria e câmbio) junto a Febraban além da Cartilha de Compliance junto a ABBI e do Manual de Compliance - Preservando a boa Governança e a Integridade Corporativa vendido pela Editora Atlas e atuante no mercado financeiro já há 20 anos. Membro efetivo da Comissão de Governança Corporativa para Instituições Financeiras do IBGC e convidado da Comissão de Governança e Compliance da ABBC. Professor da pós-graduação da FIA do curso “Análise, Prevenção, Detecção e Riscos de Fraudes Empresarias”. Atua em assessorias de Governança e Compliance já há mais de 10 anos sendo em 2012 em trabalhos de anticorrupção e DueDiligence de lavagem de dinheiro para clientes nos países Venzuela, Colombia, Peru, Argentina e Equador.

- Luís Fernando Rigato Vasconcellos
Tem doutorado e mestrado em economia pela Fundação Getulio Vargas. Formou-se economista na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). Desde 2011, é coordenador de projetos da FGV Projetos. Atualmente, presta consultoria para clientes públicos e privados, em diversas áreas, tais como avaliação de efeitos econômicos de políticas públicas e escolhas estratégicas das empresas, desenho de políticas de compras de governos e empresas, impactos da regulação econômica, estudos e pareceres de defesa da concorrência, entre outras. Foi conselheiro do Cade, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica, por dois mandatos consecutivos, entre 2004 e 2008. Integrou ainda o Conselho de Administração da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) entre 2003 e 2004. Nos mesmos anos, foi secretário-adjunto da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda. De 2001 a 2002, exerceu a função de economista chefe da Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça. Em termos de experiência acadêmica, Luís Fernando Rigato Vasconcellos foi professor convidado da FGV em diversos cursos nos programas de MBA em Brasília e São Paulo em 2008, 2009 e 2010. Também lecionou na Universidade Mackenzie, em São Paulo, de 1997 a 1999.

- Igor Sant'Anna Tamasauskas
Advogado formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, em 1999; Procurador da Fundação de Apoio Institucional da Universidade Federal de São Carlos (2001/2002); Corregedor Administrativo (2002/2003) e Procurador-Geral (2003/2005), ambos do Município de São Carlos; Subchefe Adjunto da Casa Civil da Presidência da República para Assuntos Jurídicos (2005/2007).

- Iágaro Jung Martins
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (URFGS) e em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Tem título de Especialista em Direito Tributário pela Escola de Administração Fazendária (ESAF). É professor de Processo Administrativo-Fiscal da Escola de Administração Fazendária (ESAF) e de direito tributário da Escola Superior da Magistratura Federal no Rio Grande do Sul (ESMAFE/RS). oi Fiscal de Tributos Estaduais da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina durante 3 anos e Auditor na iniciativa privada por 7 anos. Ingressou na Receita Federal em janeiro de 1993 como Analista Tributário da Receita Federal. É Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil desde 1997, tendo atuado nas áreas de arrecadação, de tributação e de fiscalização nas Delegacias da Receita Federal de Caxias do Sul/RS e de Porto Alegre/RS. Em Brasília desde setembro de 2009, foi Coordenador-Geral de Programação e Estudos até 08/02/2012 e posteriormente Coordenador-Geral de Fiscalização até 22/05/2014. É o Subsecretário de Fiscalização da Receita Federal do Brasil desde maio de 2014.

- Brian Winter
Correspondente Chefe no Brasil da Thomson Reuters, e passou a maior parte dos últimos 13 anos escrevendo sobre a América Latina. Ele se concentra no governo da presidente Dilma Rousseff, os fluxos de investimento, os preparativos do Brasil para sediar a Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016. Ele é o autor de três livros sobre a América Latina, e ajudou dois dos presidentes mais influentes da região – do Brasil Fernando Henrique Cardoso e da Colômbia, Alvaro Uribe – para escrever suas memórias em 2006 e 2010, respectivamente. Ele também viveu em Buenos Aires e Cidade do México. Antes de ingressar na Reuters, ele foi o editor estrangeiro para o USA Today.

- José Leonélio De Souza
Business Development Manager de Governança, Risco e Compliance da Thomson Reuters para a América Latina. Consultor em Compliance e Prevenção à Lavagem de Dinheiro. Atuou por 30 anos nos segmentos de Auditoria e Compliance, sendo os últimos 12 anos na implantação e gestão de programas de prevenção à lavagem de dinheiro no Brasil e em dependências de empresas brasileiras no exterior. Professor da FIA – Fundação Instituto de Administração – no curso de Pós em Gestão de Riscos de Fraudes.

Investimento

Valor inscrição

R$ 800,00

Realização

  • Thomson Reuters
  • Accelus

______________

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

Para fazer sua inscrição, clique aqui.

TELEFONE

(11) 5644-7818

e-mail

amanda.viana@thomsonreuters.com

ou

Clique aqui

Publicado em: terça-feira, 1 de julho de 2014

-