sábado, 8 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Judiciário do Amapá comemora hoje 20 anos de instalação

terça-feira, 25 de janeiro de 2011


4 lustros

Judiciário do Amapá comemora hoje 20 anos de instalação

Em sessão solene ocorrida na sala do Tribunal do Júri, no edifício do Fórum de Macapá, em 25 de janeiro de 1991, onde compareceram autoridades civis, militares e governo do Estado, o desembargador Dôglas Evangelista Ramos foi eleito o 1º presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Amapá, e como vice-presidente e corregedor geral do TJ/AP, o desembargador Honildo Amaral de Mello Castro.

De lá pra cá a presidência do TJ/AP vem se alternando. No biênio 1993/1995: presidente desembargador Honildo Amaral de Mello Castro (atualmente aposentado); biênio 1995/1997: desembargador Mário Gurtyev de Queiroz; biênio 1997/1999: desembargador Gilberto Pinheiro; biênio 1999/2001: desembargador Luiz Carlos; biênio 2001/2003: Des. Carmo Antônio; biênio 2003/2005: desembargador Edinardo Souza; biênio 2005/2007: desembargador Raimundo Vales; biênio 2007/2009: desembargador Agostino Silvério Junior. Assumindo pela segunda vez a presidência do TJ/AP, o desembargador Dôglas Evangelista Ramos está a frente do Judiciário no biênio 2009/2011.

Naquele mesmo ano em solenidade festiva realizada no Teatro das Bacabeiras, no dia 5 de outubro de 1991, o governador Annibal Barcellos, acompanhado dos desembargadores Dôglas Evangelista Ramos, Honildo Amaral de Mello Castro, Mário Gurtyev de Queiroz, Gilberto de Paula Pinheiro, Luiz Carlos Gomes dos Santos, Benedito Leal de Mira (in memorian) e Marco Antônio da Silva Lemos, instalou oficialmente o Poder Judiciário do Amapá.

No mesmo ano aconteceu a cerimônia de posse por ordem de classificação dos 31 juízes aprovados no 1º Concurso Público realizado pelo TJ/AP, sendo que, apenas 27 juízes foram empossados: Carmo Antônio de Souza, Raimundo Nonato Fonseca Vales, Emanuel Moura Pereira, Agostino Silvério Junior, Constantino Augusto Tork Brahuna, Francisco Souza de Oliveira, José Eustáquio de Castro Teixeira, César Augusto Souza Pereira, Ivan José Ramos Álvaro, João Bratti, Sueli Pereira Pini, Eduardo Freire Contreras, Rommel Araújo de Oliveira, Sidney de Melo, Mário Euzébio Mazurek, Stella Simone Ramos, João Guilherme Lages Mendes, Alaíde Maria de Paula Lobo, Rui Guilherme de Vasconcelos Souza Filho, Antônio Ernesto Amoras Colares, Augusto César Scapin, José Luciano de Assis, Reginaldo Gomes de Andrade, Décio José dos Santos Rufino, Paulo Antônio Fidalgo, José Hilmo Haas e Adão Joel Gomes de Carvalho.

Desta forma, a história dos 20 anos de instalação do Judiciário do Amapá é marcada pela somatória de esforços e competências de seus membros, garantido por meio do comprometimento com a Instituição, cuja visão é propiciar um resultado de qualidade na prestação jurisdicional à população das terras Tucuju, em especial à demanda reprimida da sociedade.

_________________
_________

Leia mais

  • 29/4/09 - Série Mapa dos Tribunais apresenta o TJ/AP - clique aqui.

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 25/1/2011 08:21