sexta-feira, 5 de março de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TRF - Negada inscrição na OAB sem submissão ao Exame de Ordem

Decisão do presidente do TRF da 1.ª região, Olindo Menezes, suspende sentenças do juízo federal do MT que afastavam a exigência do Exame de Ordem, prevista no art. 8.º, IV, da lei 8.906/94, e determinavam que se procedesse à inscrição dos impetrantes no quadro de advogados da OAB/MT.

quarta-feira, 2 de março de 2011


Impasse

TRF - Negada inscrição na OAB sem submissão ao Exame de Ordem

Decisão do presidente do TRF da 1ª região, Olindo Menezes, suspende sentenças do juiz Federal Julier Sebastião da Silva, do MT, que afastavam a exigência do Exame de Ordem, prevista no art. 8.º, IV, da lei 8.906/94 (clique aqui), e determinavam que se procedesse à inscrição dos impetrantes no quadro de advogados da OAB/MT.

Bacharéis em direito pediram a anulação de questões objetivas ou recorreção da prova prático-profissional do Exame de Ordem 2009.2/MT, bem como a consequente aprovação na Ordem dos Advogados. Alegam a existência de vícios na formulação das questões de múltipla escolha das provas objetivas. Quanto à prova prático-profissional do exame, argumentaram que foram adotados critérios diferenciados na avaliação.

A OAB recorreu ao TRF afirmando que as decisões de 1º grau causariam grave lesão à ordem pública, jurídica e administrativa, já que permitem que o bacharel em direito se inscreva nos quadros da Ordem sem a realização de exame. Teme, ainda, pela possibilidade de ocorrência do chamado "efeito multiplicador".

O desembargador federal Olindo Menezes, presidente do TRF da 1ª região, entendeu, no caso, tratar-se de via excepcional de revisão temporária do ato judicial. Ressaltando a potencialidade lesiva dos atos judiciais ora questionados, considerou em sua decisão a compreensão do presidente do STF, que se pronunciou sobre questão idêntica, demonstrando estar em jogo "suposta violação aos arts. 5.º, XIII, e 84, da Constituição da República (...) ao permitir o exercício da advocacia sem prévia aprovação em Exame de Ordem". A decisão alertou ainda para o chamado efeito multiplicador, ante a evidente possibilidade de repetição de idênticos feitos: "É notório o alto índice de reprovação nos exames realizados pelas seccionais da OAB, noticiado de forma recorrente pelos órgãos de imprensa. Nesses termos, todos os bacharéis que não lograram bom sucesso nas últimas provas serão potenciais autores de futuras ações para obter o mesmo provimento judicial".

Além disso, o desembargador Federal Olindo Menezes reconhece a repercussão geral da questão constitucional relativa ao condicionamento de prévia aprovação no exame para exercício da advocacia.

Na opinião do presidente da OAB/MT, Cláudio Stábile Ribeiro, "a decisão já era esperada, pois os Tribunais Superiores decidem que o Exame de Ordem tem fundamento na CF/88 (clique aqui)(art. 5º, inciso XIII), na lei Federal 8.906/94 (art. 8º, inciso IV) e se trata de prova de suma importância para a sociedade, pois o bacharel em direito deve comprovar que possui os conhecimentos mínimos para exercer tão importante profissão e atender o cidadão que precisa defender a sua liberdade, a sua família, o seu patrimônio, enfim, que precisa de justiça".

  • Processo : 0011426-58.2011.4.01.0000

Veja abaixo a íntegra da decisão.

__________

_____________
_______

Leia mais - Notícias

  • 24/2/11 - JF de MT permite que 30 bacharéris em Direito exerçam a advocacia sem aprovação no Exame de Ordem - clique aqui.
  • 17/2/11 - OAB examinará inserção da disciplina Medicina Legal no Exame de Ordem - clique aqui.
  • 11/2/11 - Exame de Ordem unificado será neste domingo - clique aqui.
  • 2/2/11 - OAB reafirma que atuará com firmeza contra fraudadores do Exame de Ordem - clique aqui.
  • 1/2/11 - MPF/SP move ação para que provas do Exame de Ordem 2010.2 sejam corrigidas novamente - clique aqui.
  • 28/1/11 - MPF/RJ ajuíza ação civil pública contra OAB - clique aqui.
  • 24/1/11 - MPF/SC - Ação busca esclarecer critérios aplicados nas provas prático-profissionais - clique aqui.
  • 22/1/11 - MPF/GO move ação contra OAB Nacional - clique aqui.
  • 20/1/11 - MPF/DF quer nova correção do exame da OAB em todos os Estados e DF; Justiça determinou recorreção do exame apenas no CE - clique aqui.
  • 11/1/11 - MPF ajuíza ação civil pública contra OAB e FGV - clique aqui.
  • 5/1/11 - OAB/SP elogia decisão de Peluso que suspendeu liminar contra Exame de Ordem - clique aqui.
  • 4/1/11 - STF - Suspensa a liminar que garantia inscrição na OAB a bacharéis que não fizeram exame obrigatório - clique aqui.
  • 28/12/10 - STF vai julgar suspensão de liminar que garantiu inscrição na OAB sem prévia aprovação no Exame de Ordem - clique aqui.
  • 17/12/10 - TRF da 5ª região autoriza bacharel em Direito a se inscrever na OAB sem prestar Exame de Ordem - clique aqui.
  • 12/11/10 - Primeira fase do Exame de Ordem aprova 39,73% dos candidatos em SP - clique aqui.
  • 1/10/10 - Lista pontua o percentual de acertos das instituições de ensino no primeiro Exame de Ordem de 2010 - clique aqui.

Leia mais - Artigos

  • 20/5/10 - Extinção do Exame de Ordem - o Projeto de Lei 186/2006 - clique aqui.
  • 13/11/09 - Alternativas para o Exame de Ordem - clique aqui.

________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/3/2011 07:37

LEIA MAIS