Migalhas

Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Hoje, mobilização da Polícia Federal em todo o País

terça-feira, 1 de novembro de 2005


Hoje, mobilização da Polícia Federal em todo o País

Hoje, 1º de novembro, terá início simultaneamente, em todo o País, a Campanha Nacional de Valorização da Polícia Federal.

Durante o hasteamento da bandeira – cerimônia tradicionalmente realizada no 1º dia útil de cada mês nas unidades centrais e descentralizadas da PF - os servidores administrativos e policiais da Instituição estarão trajados com os coletes da Campanha.

Trata-se de um protesto pacífico, mas incisivo de que é preciso olhar com mais atenção e respeito para esta que é uma das polícias mais eficientes do País, que agoniza sem verba e estrutura para continuar com sua missão.

Histórico - Idealizada pelo GERC – Grupo das Entidades Representativas de Classes da Polícia Federal, a Campanha Nacional de Valorização da Polícia Federal conta com o aval de dirigentes de todas as categorias do Departamento que, juntas, representam um contingente de cerca de 15 mil servidores.

Pela primeira vez na história do Departamento todas as categorias – administrativos, agentes, delegados, escrivães, papiloscopistas e peritos – estarão unidas numa manifestação conjunta.

No lançamento oficial da Campanha, em todo o País, durante a tradicional cerimônia de hasteamento da Bandeira – realizada no primeiro dia útil de cada mês nas unidades centrais e descentralizadas da Polícia Federal – os servidores policiais e administrativos da PF estarão trajados com coletes da Campanha, num protesto pacífico, mas incisivo, de que é preciso olhar com mais atenção a Polícia Federal e os profissionais que se dedicam a fazer desta, uma das instituições de mais credibilidade no País.

“A idéia é que isso sirva de mobilização inicial dos servidores da Polícia Federal, de modo a sinalizar ao governo que estamos vigilantes com relação às negociações salariais”, explicou Edina Horta, presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

O tema “Valorização da Polícia Federal” foi escolhido de forma a chamar a atenção das autoridades e da sociedade que, nos últimos tempos, passaram a admirar a Polícia Federal pela realização de inúmeras operações de sucesso.

“Vamos mostrar que a Polícia Federal, que tanto retorno tem dado ao Brasil, precisa ser valorizada para continuar prestando bons serviços e essa valorização passa por melhor estrutura de trabalho, diárias dignas, garantia de bom plano de saúde, e, obviamente, melhor remuneração dos servidores”, falou a presidente da ADPF.

Para Francisca Hélia Cassemiro, presidente da Associação Nacional dos Servidores de Apoio Logístico da Polícia Federal (ANASA), “essa campanha é de extrema importância, porque visa conscientizar a população do papel da Polícia Federal no combate à corrupção”.

Ela destacou, ainda, que a Instituição tem atuado de forma transparente e com firmeza e que é preciso incentivar e valorizar este trabalho, para que possa continuar apresentando os resultados que a sociedade espera.

O presidente da Associação Nacional das Entidades Associativas dos Servidores da Polícia Federal (ANSEF), Carlos Alberto da Costa Gatinho, afirmou que com a mobilização, as entidades esperam mais apoio do governo, para atuarem de forma mais eficiente. “Se hoje nós já conseguimos fazer um trabalho que tem sido alvo de elogios por parte da sociedade, com a valorização dos servidores será possível fazer um trabalho ainda melhor em prol da sociedade”.

Para Antônio Carlos Mesquita, presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF ), “no momento em que o Brasil vive hoje, em que várias instituições, importantes para garantia do Estado democrático e dos direitos dos cidadãos, estão sendo colocadas em jogo, é importante que integrantes da Polícia Federal estejam preocupados com a integridade da Instituição, pois, esta pode contribuir para o resgate da integridade daquelas abaladas por denúncias de corrupção, através da apuração dos fatos”.

Eulêr da Veiga Dias, presidente da Associação Brasileira dos Policiais Federais e Profissionais Peritos em Identificação (ABRAPOL), disse que “há algum tempo a Polícia Federal não vem tendo a valorização suficiente, especialmente se levarmos em conta a importância constitucional que é atribuída a Instituição”. Por isso, segundo ele, a valorização do seu pessoal e investimentos em equipamentos são essenciais para o aprimoramento da atuação da PF.

Já o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Federal (SINDEPOL), Joel Jarpellon Mazzo, afirma que "em uma visão macro, a Campanha Contra a Corrupção e de Valorização da Polícia Federal, para os objetivos a que se propõe, é muito boa. O maravilhoso disso tudo, é que, pela primeira vez, olhamos as categorias da Polícia Federal unidas como deveriam sempre estar".

O vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF), João Valderi, também revelou o apoio da categoria à Campanha: “a história vem mostrando, a cada novo dia, a importância que as entidades de classe têm na vida cotidiana da Polícia Federal. Há tempos atrás, não se via, e nem havia alguém preocupado em valorizar essa instituição que tanto produz em benefício da comunidade brasileira”.

Segundo Valderi, os recursos são muito aquém das necessidades da Polícia Federal. “Por isso, estamos defendendo melhores condições de trabalho, inclusive com o aumento do efetivo desta Instituição”.
_______________

informativo de hoje

patrocínio

últimas quentes