domingo, 12 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Rio 40 graus

TJ/RJ dispensa paletó e gravata para advogados no 1º grau

A determinação entra em vigor no próximo dia 21 e se estende até 21/3.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Aviso conjunto da presidência e da corregedoria do TJ/RJ dispensa os advogados de usarem paletó e gravata nas dependências do fórum. Eles poderão trajar calça social e camisa social “devidamente fechada”. A determinação entra em vigor no próximo dia 21 e se estende até 21/3.

O aviso 1/14, contudo, assinala que a dispensa não abrange a participação em audiências, bem como o exercício profissional perante o 2º grau de jurisdição, "ocasiões em que o uso de terno e gravata se mostram indispensáveis".

Os causídicos podem dispensar o paletó e a gravata perante o 1º grau, para despachar e transitar nas dependências do fórum.

Paletó no Verão, não!

Em sua justificativa, os desembargadores citam a campanha lançada pela Caarj em conjunto com a OAB/RJ. A campanha “Paletó no Verão, não!” já tinha a adesão da 1ª vara de Órfãos e Sucessões da Capital e de nove fóruns no interior do Estado: Magé, Saquarema, Mangaratiba, Piraí, Pinheiral, Mendes, Paulo de Frontin, Araruama e Santo Antônio de Pádua.

Apesar de parecer bem intencionado, para o presidente da Caarj, Marcello Oliveira, o ato pode causar insegurança e significar até um retrocesso, uma vez que não dispensa o uso do paletó em audiências. "Já estávamos obtendo a concordância de juízes em todo o Estado para que audiências fossem feitas sem o paletó e a gravata", disse.

Como muitos advogados fazem apenas audiências durante a semana, Oliveira afirmou que a Caarj vai continuar "com o objetivo deabolir a necessidade de uso do paletó e da gravata em quaisquer atos no TJ".

_______________

Aviso Conjunto nº. 01/2014

A Desembargadora LEILA MARIANO, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, e o Desembargador VALMIR DE OLIVEIRA SILVA, Corregedor Geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições legais e,

Considerando que a temperatura no verão do Rio de Janeiro tem ultrapassado a casa dos 40 graus;

Considerandoa campanha lançada pela CAARJ, em parceria com a OAB/RJ;

Considerando que o Conselho Nacional de Justiça definiu que é de competência dos Tribunais locais a regulamentação dos trajes a serem utilizados em suas dependências;

Considerando que apesar da excepcional condição climática, a vestimenta no exercício das funções deve ser adequada e compatível com o decoro, o respeito e a imagem do Poder Judiciário;

AVISAM aos Senhores Magistrados, Advogados e Servidores em geral que é facultado aos Advogados, no período de 21.01.2014 a 21.03.2014, não usarem paletó e gravata perante o 1º Grau de Jurisdição, para despachar e transitar nas dependências do Fórum, devendo ser observada a calça social e camisa social devidamente fechada.

A dispensa acima referida não abrange a participação em audiências, bem como o exercício profissional perante o 2º grau de jurisdição, ocasiões em que o uso de terno e gravata se mostram indispensáveis.

Rio de Janeiro, 15 de Janeiro de 2014.

Desembargadora LEILA MARIANO

Presidente do Tribunal de Justiça

Desembargador VALMIR DE OLIVEIRA SILVA

Corregedor-Geral da Justiça

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram