Migalhas

Terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Termo de Ajustamento obriga estacionamentos a reservar 5% das vagas aos idosos

quinta-feira, 27 de abril de 2006


Termo de Ajustamento obriga estacionamentos a reservar 5% das vagas aos idosos


O Ministério Público de São Paulo assinou, no dia 18/4, acordo com representantes das empresas de estacionamentos privados para garantir a reserva de 5% das vagas aos idosos.


O Termo de Ajustamento de Conduta, conduzido pelo Promotor de Justiça do Grupo Especial do Idoso (Gaepi) João Estevam da Silva, encerra o inquérito civil 001/05, que investiga o desrespeito ao Estatuto do Idoso (lei 10.741/03).


Segundo o acordo, as vagas deverão ser posicionadas de forma a garantir a melhor comodidade ao idoso e a comportar veículos do tipo médio.


Caso as empresas de estacionamentos não cumpram o compromisso firmado ficarão responsáveis, cada uma, pelo pagamento da multa de R$ 200/dia. O prazo para implementar as medidas necessárias ao cumprimento do acordo é de 60 dias.


O acordo foi assinado por representantes das empresas Estapar, RGM Park, Alerta Park, Area Parking, APAS, Sondas Supermercados e Quality Parking. O Sindepark, a Subprefeitura de Parelheiros, a Câmara Municipal do Estado de São Paulo e o Conselho Municipal do Idoso também ratificaram o Termo de Ajustamento e Conduta.
______________

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA


Compromisso de Ajustamento de Conduta que entre si celebram o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO e os ESTACIONAMENTOS PRIVADOS DA CAPITAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, visando a destinação da reserva de 5% (cinco por cento) das vagas de fácil acesso para pessoas idosas, nos termos do artigo 41 do Estatuto do Idoso – Lei federal n. 10.741, de 1.10.2003.


O Ministério Público do Estado de São Paulo, representado pelo Promotor de Justiça Designado, Dr. JOÃO ESTEVAM DA SILVA, e os Estacionamentos Privados da Capital, neste ato representados pela Comissão presente e constituída na audiência coletiva do dia 24 de março de 2006 e hoje composta por Cid Mesquita Garcia Filho, representante da empresa ESTAPAR; Rodrigo Guilher Marzi, representante da RGM PARK; Gilberto Marcos Geraldo, representante da ALERTA PARK; Maria Elisa A. Carmo, representante da AREA PARKING; Luiz Henrique dos Santos, representante da APAS e SONDAS SUPERMERCADOS; Carolina Setin, representante da empresa QUALITY PARKING; Gilmara Sant’ Anna, representante do SINDEPARK; Miriam Fontana, representante da Subprefeitura de Parelheiros; Irene Cruz Annes da Silva, Presidente do Conselho Municipal do Idoso e Chadya Taha, representante da Câmara Municipal de São Paulo, nos termos do artigo 5º, § 6º, da Lei Federal nº 7.347/85, ajustam o seguinte:

  • 1. À vista do que preceituam as Leis federais nº 8.842 de 4 de janeiro de 1994, Estadual n. 9.892, de 10 de dezembro de 1997, e artigo 41 do Estatuto do Idoso – Lei federal n. 10.741, de 1º de outubro de 2003;
  • 2. Levando-se em conta a disposição das empresas prestadoras de serviços de estacionamentos privados no sentido de formalizarem compromisso a ser seguido pelas mesmas a partir desta data e objetivando assegurar o contínuo e perene respeito às exigências legais;
  • 3. Comprometem-se as empresas de estacionamentos privados a observar a referida legislação em todos os seus empreendimentos de estacionamentos, adequando os estabelecimentos já existentes, bem como os novos projetos que se encontrarem em elaboração até a data de início de vigência deste Termo de Ajustamento;
  • 4. Reservar 5% (cinco por cento) de suas vagas em todos estacionamentos para atendimento de pessoas idosas, vagas essas que deverão ser, nos termos do citado artigo 41, “posicionadas de forma a garantir a melhor comodidade ao idoso”;
  • 5. As empresas pactuantes se comprometem a reservar preferencialmente as vagas de fácil acesso às pessoas idosas, levando-se em conta as diretrizes da Lei municipal n. 11.228, de 25 de junho de 1992, regulamentada pelo Decreto n. 32.329, de 23 de setembro de 1992, e Decreto municipal n. 41.361, de 13 de novembro de 2001, de modo que cada vaga comporte um veículo do tipo médio;
  • 6. Caso as empresas de estacionamentos não cumpram o compromisso firmado ficarão responsáveis, cada uma, pelo pagamento da multa de R$ 200,00/dia, valor este a ser atualizado conforme índice de correção monetária médios, incidentes juros legais, até que seja cumprida a obrigação. O valor pago será revertido ao “Fundo do Idoso” previsto no artigo 84 do Estatuto do Idoso, ou não o havendo ao “Fundo Municipal de Assistência Social”, ficando tal recurso vinculado ao atendimento da pessoa idosa. Na falta de tais fundos, o valor pago será revestido ao “Fundo Estadual de Reparação de Interesses Difusos Lesados” (Decreto Estadual n. 27.070/87, conta corrente n. 13.00074-5, agência 0935-1, da Nossa Caixa-Nosso Banco);
  • 7. Fica acordado que a reserva de vaga de fácil acesso para pessoa idosa nos estacionamentos privados será promovida dentro do prazo de 60 dias; e
  • 8. Em razão do presente acordo, o Ministério Público promove, neste ato, o ARQUIVAMENTO do Inquérito Civil n. 001/05 – GAEPI e o submeterá, dentro do prazo de três dias, à apreciação do E. Conselho Superior do Ministério Público do Estado de São Paulo, para eventual confirmação.


E por estarem todos de comum acordo, firmam o presente instrumento, que deverá ser repassado a todos os demais prestadores de serviços de estacionamentos pelo Sindepark, através de seu link.


Pelo Dr. Promotor de Justiça foi determinado que remetesse cópia do presente Termo de Ajustamento de Conduta aos Presidentes do Conselho Estadual e do Grande Conselho Municipal do Idoso, bem como ao Excelentíssimo Presidente da Câmara Municipal de São Paulo, para ciência.

________________

patrocínio

últimas quentes

-