sexta-feira, 27 de maio de 2022

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Garçonete ofendida no Facebook pela esposa do ex-empregador será indenizada
Danos morais

Garçonete ofendida no Facebook pela esposa do ex-empregador será indenizada

A decisão é da 11ª turma do TRT da 3ª região.

sábado, 13 de maio de 2017

A 11ª turma do TRT da 3ª região manteve condenação da 2ª vara do Trabalho de Pouso Alegre/MG, que condenou restaurante a indenizar, em R$ 5 mil, uma ex-garçonete após ofensas postadas no Facebook.

Consta dos autos que a mulher, após o fim do contrato de trabalho com a empresa, sofreu ofensas por meio da rede social vinculada ao perfil do empregador sobre um desentendimento ocorrido na sede do sindicato. O assunto tomou proporções maiores na internet.

Em sua defesa, o reclamante reconheceu que sua esposa foi quem postou comentário no Facebook do sindicato, dizendo que a reclamante "não sabia nem fritar um ovo".

Segundo a juíza de Direito Eliane Magalhães de Oliveira, o ato da esposa trouxe prejuízos morais à empregada, e poderá prejudica-la em novas contratações. Concedeu, assim, indenização por danos morais em R$ 5 mil.

Inconformado, o contratante recorreu pela redução do valor, alegando que os comentários foram postados por sua esposa, "pessoa estranha à relação empregatícia, pelo que não há como responsabilizar a empresa demandada por tais fatos".

A relatora do processo no TRT, desembargadora Adriana Goulart de Sena Orsini, determinou que o valor teria como objetivo evitar a repetição da conduta, e as possíveis consequências e repercussões dos atos empresários na vida profissional e pessoal da ofensora.

"Não se pode perder de vista que, mesmo após a extinção do contrato trabalho, as partes devem se pautar nos princípios da probidade e da boa-fé objetiva (art. 422, CC), sob pena de responder por perdas e danos aquele que não agir com lisura, lealdade e consideração com o outro contratante."

Com isso, manteve o valor de indenização por danos morais em R$ 5 mil.

  • Processo: 0011490-89.2015.5.03.0129 (RO)

Confira a íntegra da decisão.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 9/5/2017 09:57