Migalhas

Quinta-feira, 2 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Lava Jato

Servidores da Receita são presos suspeitos de esquema de extorsão

Mandados foram expedidos pelo juiz Federal Marcelo Bretas na operação Armadeira.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 2, a operação Armadeira, que tem como alvos servidores da Receita Federal suspeitos de esquema de extorsão contra investigados da Lava Jato.

Segundo a PF, estão sendo cumpridos 39 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e 9 mandados de prisão preventiva, todos expedidos pelo juiz Federal Marcelo Bretas, da 7ª vara Federal Criminal do RJ.

t

Ainda de acordo com a PF, a investigação contou com o auxílio da própria Receita Federal e do MPF, tendo se iniciado quando um colaborador da operação Lava Jato alegou ter sido instado a pagar determinada quantia para não ser autuado em procedimento fiscal. A partir daí, as investigações constataram a existência do uso de informações privilegiadas para beneficiar terceiros e de patrimônio dissimulado.

Na manhã desta quarta-feira, 12 suspeitos de participar do esquema de extorsão dentro da Receita Federal contra investigados a Lava Jato foram presos por agentes da própria operação.

Um dos presos é Marco Aurelio Canal, supervisor de Programação da Receita que trabalhava para a Lava Jato. Segundo informações do site de notícias G1, ainda há dois mandados de prisão que não foram cumpridos.

Conforme as investigações, o esquema teria prosperado à medida que a operação Lava Jato avançava, e a suspeita é a de que Canal usava dados dos investigados para cobrar valores em troca de redução ou cancelamento de multas.

  • Processo: 5060810-17.2019.4.02.5101

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-