domingo, 5 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Discursos

"Sem judiciário independente, não haverá liberdade e democracia", diz Celso de Mello

Veja o que disseram a ministra Cármen Lúcia e os ministros Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

terça-feira, 26 de maio de 2020

A sessão da 2ª turma do STF desta terça-feira, 26, foi aberta com um discurso da ministra Cármen Lúcia acerca dos atos ofensivos proferidos contra ministros e juízes na última semana. 

A presidente da turma, ministra Cármen Lúcia, abriu a sessão dizendo disse: “Sem o Poder Judiciário, não há o império da lei (...) Eventuais agressões a juízes da Corte não enfraquecem o Direito. Os ministros honram a história desta instituição e comprometem-se com o futuro da democracia brasileira”.

Já o ministro Ricardo Lewandowski afirmou que o poder Judiciário não se curva a pressão externa. E, por fim, o decano Celso de Mello disse que "sem judiciário independente, não haverá liberdade e nem democracia".

Celso de Mello foi objeto de indireta do presidente Bolsonaro após derrubar o sigilo da reunião entre o presidente e seus ministros. Nesta reunião, Jair Bolsonaro disse que trocaria alguém da ponta da “Segurança” do RJ para não prejudicar seus amigos e família.

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram