sábado, 8 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Governo

Abraham Weintraub deixa ministério da Educação

Weintraub é investigado no âmbito do inquérito que apura fake news e ofensas contra o STF.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

t

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta quinta-feira, 18, sua saída do cargo. O anúncio foi feito em vídeo, ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

"No momento não quero discutir os motivos da minha saída, não cabe", afirmou Weintraub. Por sua vez, Bolsonaro disse que "é um momento difícil, todos os meus compromissos de campanha continuam de pé".

Polêmicas

O plenário do STF conclui nesta sexta-feira, 19, o julgamento envolvendo o HC em favor de Weintraub no âmbito do inquérito que apura fake news e ofensas contra a Suprema Corte e seus ministros. O julgamento acontece em meio virtual, mas já conta com a manifestação de todos os ministros. 9 dos 11 ministros votaram por não conhecer do writ impetrado em favor do ministro da Educação. O ministro Alexandre de Moraes se declarou impedido neste processo.

A divulgação da reunião ministerial de abril, que levou à saída de Sergio Moro do governo, revelou declarações controversas do então ministro. Alexandre de Moraes apontou indícios de crimes de injúria e difamação e contra a segurança nacional, sobretudo em momento no qual Weintraub afirmou que, por ele, "botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF". Assista ao trecho:

Na mesma reunião, Abraham Weintraub afirmou que "odeia" os termos "povos indígenas" e "povos ciganos": 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 19/6/2020 08:06

LEIA MAIS