quarta-feira, 12 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

App de paquera

Jovem que teve perfil falso criado no Tinder será indenizada

A mulher tomou conhecimento do perfil falso após receber mensagens no WhatsApp de usuários do app de paquera.

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Jovem que teve perfil falso criado no Tinder será indenizada por danos morais em R$ 3 mil. Assim decidiu a juíza de Direito Patrícia Persicano Pires, da vara Cível de São Miguel Paulista/SP, ao observar que a mulher teve seu número de telefone e sua imagem expostos sem seu consentimento.

(Imagem: Unsplash)

(Imagem: Unsplash)

Por duas vezes, a jovem recebeu uma mensagem, em seu WhatsApp, de um usuário do Tinder, em que tomou conhecimento de que havia um perfil falso criado neste aplicativo, contendo duas fotos, seu número telefônico na descrição do perfil, e um nome que não era o seu. Após tentar por todos os canais possíveis solicitar a exclusão do perfil, ela procurou a Defensoria Pública.

Ao apreciar o caso, a magistrada confirmou a liminar que havia concedido em junho para que a empresa bloquear a conta falsa. Além disso, a magistrada condenou o app ao pagamento de danos morais.

A juíza observou que o perfil falso, com os dados da autora, permaneceu ativo por mais de dois meses após o conhecimento da empresa acerca do ilícito praticado em sua comunidade, "gerando danos à requerente, que teve seu número de telefone e sua imagem expostos, sem seu consentimento, à inúmeras pessoas".

Informações: Defensoria Pública de SP.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 5/11/2020 18:53

LEIA MAIS