quinta-feira, 15 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Indiciamento

Criminalista diz que indiciamento de Felipe Neto é "absurdo e tem clara conotação política"

Augusto Botelho disse que não é a primeira e nem a última vez que o Direito Penal é usado para perseguir alguém.

sábado, 7 de novembro de 2020

Segundo o advogado criminalista Augusto de Arruda Botelho, o indiciamento do youtuber Felipe Neto é "absurdo e tem uma clara conotação política/pessoal". A afirmação vem um dia depois do influenciador digital contar em suas redes sociais que foi indiciado, "sem provas ou investigações", por supostamente "expor crianças à pornografia".

(Imagem: Reprodução)

(Imagem: Reprodução)

Em uma série de tweets, o criminalista afirmou que "segundo o que já foi divulgado na imprensa a delegacia simplesmente não investigou: recebeu uma denúncia, assistiu a vídeos de YouTube, ignorou completamente os argumentos da defesa e sem ouvir uma pessoa sequer, terminou a 'investigação'".

Para Botelho, não é a primeira e nem a última vez que o Direito Penal é usado para perseguir alguém. "Agora cabe ao MP, com isenção e técnica, arquivar e mandar essa investigação para o lugar dela: a lata do lixo".

Publicidade

Relembre

Felipe Neto disse, ontem, que "o inquérito está apurando as mesmas falsas acusações e desinformações que há meses vêm sendo cometidas e articuladas por membros da extrema-direita". O youtuber acredita que as críticas ao governo induziram as "falsas acusações".

O influenciador digital disse que prestou todos os esclarecimentos necessários, porém o delegado de polícia, "sem tomar nenhum depoimento ou realizar qualquer investigação", decidiu indiciá-lo.

"Felipe Neto acrescenta que quando começou a se manifestar vigorosamente contra os absurdos do governo Bolsonaro, já estava preparado para enfrentar todos os tipos de ataques cometidos pela articulação de ódio, desde a propagação de notícias às falsas acusações, associando Felipe a Crimes, na tentativa de destruir sua imagem e reputação", afirmou a nota.

(Imagem: Reprodução/Twitter)

(Imagem: Reprodução/Twitter)

(Imagem: Reprodução/Twitter)

(Imagem: Reprodução/Twitter)

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 7/11/2020 13:54

LEIA MAIS