quinta-feira, 15 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

RJ

Moraes suspende depoimento de Witzel em processo de impeachment

Depoimento seria hoje e foi suspenso a pedido dos advogados.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, decidiu no sábado, 26, suspender o depoimento do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, no processo de impeachment que está em andamento na Alerj - Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

O depoimento estava previsto para esta segunda-feira, 28, e foi suspenso a pedido dos advogados de Witzel.

(Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil)

(Imagem: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Na decisão, Moraes afirmou que os advogados do governador afastado devem ter acesso antecipado ao processo antes do depoimento, que também deverá ocorrer somente após a oitava do ex-secretário de Saúde Edmar Santos, um dos delatores do suposto esquema de corrupção.

"Determino que o interrogatório somente poderá ser realizado após a defesa ter acesso a todos os documentos remetidos pelo Superior Tribunal de Justiça, com prazo mínimo de cinco dias entre o acesso integral e o ato processual, bem como após a complementação da oitiva da testemunha Edmar José Alves dos Santos", decidiu o ministro.

Em agosto deste ano, Witzel foi afastado do cargo por 180 dias em decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ. O afastamento foi determinado no âmbito da Operação Tris in Idem, um desdobramento da Operação Placebo, que investiga atos de corrupção em contratos públicos do governo do Rio de Janeiro.

Desde o início das investigações, Witzel nega o envolvimento em atos de corrupção e sustenta que seu afastamento não se justifica.

Os advogados Ana Tereza Basílio (Basilio Advogados) e Roberto Podval (Podval Advogados Associados) atuam na defesa de Witzel.

Leia a decisão.

______

t

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 28/12/2020 09:49

LEIA MAIS