domingo, 11 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

1964

"Ditaduras vêm com intolerância", explica Barroso a novas gerações

Em um sequência de tweets, Barroso disse que as ditaduras vêm com intolerância, violência contra os adversários e falta de liberdade.

quarta-feira, 31 de março de 2021

(Imagem: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

(Imagem: Rosinei Coutinho/SCO/STF)

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, usou as redes sociais para explicar "as novas gerações" o que foi a ditadura no Brasil e destacou que "só pode sustentar que não houve ditadura no Brasil quem nunca viu um adversário do regime que tenha sido torturado".

Em um sequência de tweets, Barroso disse que as ditaduras vêm com intolerância, violência contra os adversários e falta de liberdade. "Tortura, cassações e censura são coisas de ditaduras, não de democracias", ressaltou.

O ministro seguiu explicando que os jornais eram publicados com páginas em branco ou poemas e os compositores tinham que submeter previamente suas músicas ao departamento de censura. "A novela Roque Santeiro foi proibida e o Ballet Bolshoi não pôde se apresentar no Brasil porque era propaganda comunista", contou.

Por fim, Barro analisa que, apesar da crise dos últimos anos, "o período democrático trouxe muito mais progresso social que a ditadura, com o maior aumento de IDH da América Latina".

(Imagem: Reprodução/Twitter)

(Imagem: Reprodução/Twitter)

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 31/3/2021 13:45

LEIA MAIS