quarta-feira, 12 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

União estável

"Namoro tormentoso": Luiza Brunet não terá parte da fortuna de ex

O TJ/SP manteve decisão que não reconheceu o pedido de união estável entre Luiza Brunet e Lírio Parisotto.

segunda-feira, 3 de maio de 2021

A 5ª câmara de Direito Privado do TJ/SP manteve decisão que não reconheceu o pedido de união estável entre a modelo Luiza Brunet e o empresário Lírio Parisotto. Os dois se relacionaram de 2012 a 2015 e, atualmente, Luiza Brunet acusa o ex-companheiro de agressão.

(Imagem: Zanone Fraissat /MÔNICA BERGAMO)

(Imagem: Zanone Fraissat /MÔNICA BERGAMO)

Os desembargadores da 5ª câmara de Direito Privado acolheram os argumentos da defesa do empresário, segundo a qual, os dois viviam um "namoro tormentoso", e não uma união estável. Diante desta decisão, a modelo interpôs embargos de declaração.

Recurso

O desembargador Erickson Gavazza Marques, relator, rejeitou os embargos porque entendeu que a via eleita para contestar a decisão anterior é inadequada. De acordo com o relator, a modelo quer a revisão do julgado em sede de embargos de declaração, recurso apenas para sanar omissão e contradição.

Ao seguir o entendimento de Erickson Gavazza Marques, a 5ª câmara de Direito Privado rejeitou os embargos e manteve a decisão que não reconheceu a união estável.

O advogado Luiz Kignel (PLKC Advogados) representa Parisotto.

  • Processo: 1094671-33.2016.8.26.0100

O caso tramita sob segredo de justiça.

____________

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 3/5/2021 17:21

LEIA MAIS