sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Senado rejeita nomes de indicados ao CNMP e CNJ
Vagas

Senado rejeita nomes de indicados ao CNMP e CNJ

Paulo Marcos de Farias e Roberto da Silva Fragale Filho não passaram no plenário.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Nesta quarta-feira, 1º/12, o Senado rejeitou a indicação do juiz de Direito Paulo Marcos de Farias para o CNMP e do desembargador Roberto da Silva Fragale Filho para o CNJ.

(Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Plenário do Senado durante sessão deliberativa.(Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado)

CNMP

O juiz de Direito Paulo Marcos de Farias foi indicado para o CNMP em vaga destinada a juiz indicado pelo STF. O nome dele, que será encaminhada ao arquivo, recebeu 36 votos favoráveis (quando seriam necessários pelo menos 41 votos), 27 votos contrários e três abstenções em plenário.

A votação de autoridades exige quórum qualificado, ao contrário das indicações para embaixadas, que podem ser votadas de forma simbólica.

Entre outras funções, Paulo Marcos de Farias foi juiz instrutor do STF em 2015 e 2016; juiz instrutor do STJ em 2014 e 2015; juiz substituto do TRE de Santa Catarina, em 2013.

CNJ

Com 37 votos favoráveis, 19 contra e duas abstenções, o plenário do Senado rejeitou o nome do desembargador Roberto da Silva Fragale Filho para o CNJ. Ele entraria na vaga destinada a representante do TST.

Fragale Filho é doutor em ciência política pela Université de Montpellier I e professor titular de sociologia jurídica da UFF - Universidade Federal Fluminense. Também é juiz do Trabalho titular da 1ª vara do Trabalho de São João de Meriti/RJ.

Informações: Agência Senado.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/12/2021 08:04