sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Cresce interesse de brasileiros por investimentos imobiliários nos EUA
Investimento | Exterior

Cresce interesse de brasileiros por investimentos imobiliários nos EUA

Advogado, especialista em direito Internacional, explica quais são as vantagens de comprar e construir imóveis nos EUA.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Nos últimos anos, cada vez mais brasileiros estão manifestando o interesse em investir nos EUA, seja por meio de vistos regulares, bolsa de valores e, agora, também no mercado imobiliário. Assim explica Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo Advogados Associados ao concluir que os investimentos, que já são uma tendência, são também muito vantajosos quando comparados aos valores do Brasil.

(Imagem: Freepik)

Advogado explica quais são as vantagens de comprar e construir nos EUA.(Imagem: Freepik)

O advogado relata que quando se trata de imóveis, assim como carros, os Estados Unidos estão em vantagem diante de outros países. "A aquisição de residências é uma excelente oportunidade, especialmente porque a dolarização de patrimônio é algo que faz o dinheiro render muito mais", afirma o especialista. 

Para Toledo, a primeira diferença ao adquirir um imóvel nos Estados Unidos, em comparação ao Brasil, é que boa parte das propriedades são alugadas ou vendidas com todos os eletrodomésticos e uma estrutura pronta, função que torna todo o processo da mudança e adaptação da moradia ainda mais fáceis. Mas os benefícios vão mais além quando se pensa no retorno financeiro.

O advogado faz uma comparação entre casas no Brasil e nos EUA, sendo que elas têm valores equivalentes, de R$ 2,3 milhões de reais e R$ 465 mil dólares. A simulação de financiamento das unidades foi feita com entrada de 20% do imóvel e em 360 parcelas.

  • Estados Unidos: Taxa era aproximadamente 2,8% ao ano e o valor da parcela fixa seria de cerca de US$ 1.558.
  • Brasil: Taxa de 9,15% ao ano, a primeira parcela seria de R$ 19883,45 e a última de R$ 5174,60.

"Ainda que o crédito possa mudar para cada pessoa, existe uma grande diferença na taxa de juros de financiamento dos dois países. Essa é uma das razões pelas quais as pessoas buscam opções de crédito e compra de imóveis em outros lugares", explica Toledo.

Uma das oportunidades mencionada pelo especialista é a construção residencial, que pode ter investimento de grupos de pessoas e transformar o investimento em renda passiva.

Outro ponto destacado por Toledo é a valorização dos imóveis residenciais, que ocorre tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, no entanto, uma é em real e a outra em dólar. "Uma casa valorizada na Flórida vale aproximadamente cinco vezes mais do que em qualquer cidade brasileira. Quando uma pessoa opta por um investimento em outro país, esse é o retorno esperado", finaliza.

_____

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 13/1/2022 14:59