O que saiu em Migalhas sobre Eliasar Rosa
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Eliasar Rosa

/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/3/2020

Cláusulas de contrato – Como numerar?

Cláusulas de contrato – Como numerar? O Professor esclarece a dúvida.

... sentido, de acordo com Eliasar Rosa, "usam-se os numerais ordinais do 1º ao 9º, inclusive. Do art. 10 em diante empregam-se os cardinais. Dir-se-á: art. 1º, art. 10, art. 2º, art. 11 etc." (1993, p. 103). 7) Em terceira posição, Artur de Almeida...
Cláusulas de contrato – Como numerar?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 8/6/2016

Que ou De que?

Que ou De que? O Professor esclarece a questão.

...propriedade é a observação de Eliasar Rosa para uma situação frequente nos discursos a pretexto de suposta erudição: "Há uma forma de errar muito curiosa nas sustentações orais, ou em discursos forenses ou...
Que ou De que?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 19/8/2015

Resultar provado – Está correto?

Resultar provado – Está correto? O Professor esclarece a dúvida.

Resultar provado – Está correto? O Professor esclarece a dúvida.
Resultar provado – Está correto?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 29/4/2015

Crase antes de pronome de tratamento

Existe crase antes de pronome de tratamento? O professor esclarece a questão.

Existe crase antes de pronome de tratamento? O professor esclarece a questão.
Crase antes de pronome de tratamento
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/3/2015

Aforisma ou Aforismo?

Aforisma ou Aforismo? O Professor esclarece a dúvida.

...cometem a seu respeito, Eliasar Rosa, com propriedade, adverte a que "não se diga aforisma, por influência, talvez, de sofisma, aneurisma etc.". 7) Anote-se, por fim, que o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da...
Aforisma ou Aforismo?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 18/6/2014

Elidir ou Ilidir?

Elidir ou Ilidir? O Professor esclarece a diferença entre palavras.

...destruir, refutar, rebater, Eliasar Rosa complementa que, "em suas sustentações escritas, ou orais, procura o advogado ilidir os fundamentos, ou a argumentação que não lhe sejam favoráveis". 5) É certo que o art. 343 do...
Elidir ou Ilidir?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 27/11/2013

De cujus – Qual é o plural?

Qual é o plural do termo de cujus? O professor esclarece a dúvida.

...expressa da de-cújus". 10) Eliasar Rosa registra o uso da forma aportuguesada decujo por Pontes de Miranda, por Lacerda de Almeida e por outros juristas. 11) Tais formas aportuguesadas - de-cújus e decujo - contudo, não...
De cujus – Qual é o plural?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/8/2010

À Rua Tal ou Na Rua Tal?

À Rua Tal ou Na Rua Tal? 1) Com os verbos domiciliar, morar, residir, situar e com os adjetivos domiciliado, estabelecido, morador, residente, sempre surge a indagação de como se deve dizer na sequência: a) À Rua Tal; ou b) Na Rua Tal?...

...Torres, Édison de Oliveira, Eliasar Rosa, José de Nicola e Ernani Terra, Luís A. P. Vitória, Luiz Antônio Sacconi, Napoleão Mendes de Almeida e Vitório Bergo - que defendem como correta a construção com um complemento...
À Rua Tal ou Na Rua Tal?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 25/11/2009

Substabelecer

Substabelecer 1) Em termos de técnica jurídica, substabelecer significa passar, outorgar a outrem, por instrumento específico (substabelecimento), os poderes recebidos de alguém em procuração. Ou, nos dizeres de De Plácido e Silva,...

Substabelecer 1) Em termos de técnica jurídica, substabelecer significa passar, outorgar a outrem, por instrumento específico (substabelecimento), os poderes recebidos de alguém em procuração. Ou, nos dizeres de De Plácido e Silva,...
Substabelecer
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 16/7/2008

Dolo

1) Do latim dolus (que significa artifício, manha, esperteza, velhacaria), tem sido empregado na terminologia jurídica, na acepção civil, "para indicar toda espécie de artifício, engano, ou manejo astucioso promovido por uma pessoa,...

1) Do latim dolus (que significa artifício, manha, esperteza, velhacaria), tem sido empregado na terminologia jurídica, na acepção civil, "para indicar toda espécie de artifício, engano, ou manejo astucioso promovido por uma pessoa,...
Dolo
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 3/10/2007

Autópsia ou necrópsia?

1) Em termos de análise de seus elementos componentes, autópsia vem do grego: auto (por si mesmo ou pessoalmente – e não de si mesmo) + psia (ação de ver ou examinar). Significa, em suma, analisar por si mesmo ou analisar pessoalmen...

1) Em termos de análise de seus elementos componentes, autópsia vem do grego: auto (por si mesmo ou pessoalmente – e não de si mesmo) + psia (ação de ver ou examinar). Significa, em suma, analisar por si mesmo ou analisar pessoalmen...
Autópsia ou necrópsia?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 20/6/2007

Dentro em

1) Embora dentro de seja a construção mais comum na atualidade, João Ribeiro também justifica o emprego de dentro em, observando que esta última é a sintaxe mais freqüente nos autores antigos.1 2) Eduardo Carlos Pereira, sem restriçõ...

1) Embora dentro de seja a construção mais comum na atualidade, João Ribeiro também justifica o emprego de dentro em, observando que esta última é a sintaxe mais freqüente nos autores antigos.1 2) Eduardo Carlos Pereira, sem restriçõ...
Dentro em
/coluna/gramatigalhas
quinta-feira, 16/11/2006

Em que pese a

1) Aires da Mata Machado Filho vislumbra em tal expressão uma locução empregada no português antigo, em sentido concessivo, equivalendo a ainda que. 2) Para ele, o verbo, na referida expressão, fica invariável na terceira pessoa ...

1) Aires da Mata Machado Filho vislumbra em tal expressão uma locução empregada no português antigo, em sentido concessivo, equivalendo a ainda que. 2) Para ele, o verbo, na referida expressão, fica invariável na terceira pessoa ...
Em que pese a
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 20/9/2006

A folhas vinte e duas

1) Em expressões dessa natureza, ao menos cinco problemas podem surgir: a) por primeiro, se é ou não correto o uso do numeral cardinal (vinte e duas), ou se o adequado é o ordinal (vigésima segunda); b) ao depois, é de ...

1) Em expressões dessa natureza, ao menos cinco problemas podem surgir: a) por primeiro, se é ou não correto o uso do numeral cardinal (vinte e duas), ou se o adequado é o ordinal (vigésima segunda); b) ao depois, é de ...
A folhas vinte e duas
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 21/6/2006

Advogado, Ad(e)vogado ou Ad(i)vogado?

1) Quando se tem, em determinado vocábulo, p+e, pronuncia-se pe; já p+i soa, logicamente, pi. P sozinho, todavia, não seguido de vogal alguma na palavra, não é pe nem pi; constitui apenas um ruído, e não um s...

1) Quando se tem, em determinado vocábulo, p+e, pronuncia-se pe; já p+i soa, logicamente, pi. P sozinho, todavia, não seguido de vogal alguma na palavra, não é pe nem pi; constitui apenas um ruído, e não um s...
Advogado, Ad(e)vogado ou Ad(i)vogado?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 22/3/2006

Usucapião

1) Em Direito, é a prescrição aquisitiva, o modo de adquirir a propriedade móvel ou imóvel pela posse pacífica e ininterrupta da coisa, com ânimo de proprietário, durante certo tempo. Ex.: "Na conformidade com o art....

1) Em Direito, é a prescrição aquisitiva, o modo de adquirir a propriedade móvel ou imóvel pela posse pacífica e ininterrupta da coisa, com ânimo de proprietário, durante certo tempo. Ex.: "Na conformidade com o art....
Usucapião
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 4/5/2005

Despercebido

1) Significa o que não se vê, o que não é notado, aquilo em que não se atenta. Ex.: “Passou despercebida à imprensa a notoriedade do réu”. 2) Não confundir com sua parônima desapercebido, que quer dizer desprevenido, desguarn...

1) Significa o que não se vê, o que não é notado, aquilo em que não se atenta. Ex.: “Passou despercebida à imprensa a notoriedade do réu”. 2) Não confundir com sua parônima desapercebido, que quer dizer desprevenido, desguarn...
Despercebido
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 23/2/2005

Adjetivação desnecessária

1) O tratamento meritíssimo, de acordo com o ensino dos dicionaristas, destina-se ao juiz, não ao juízo. A este, a praxe forense tem conferido outros tratamentos: digno juízo, douto juízo, etc.2) Todavia, na apropriada lição...

1) O tratamento meritíssimo, de acordo com o ensino dos dicionaristas, destina-se ao juiz, não ao juízo. A este, a praxe forense tem conferido outros tratamentos: digno juízo, douto juízo, etc.2) Todavia, na apropriada lição...
Adjetivação desnecessária
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 5/1/2005

Estabelecer

1) Na lição de Eliasar Rosa, tal verbo, que inclui entre os de quietação, exige a preposição em, e não a preposição a. Exs.: a) “A empresa estabeleceu-se na rua principal da cidade” (correto).b) “A empresa estabeleceu-s...

1) Na lição de Eliasar Rosa, tal verbo, que inclui entre os de quietação, exige a preposição em, e não a preposição a. Exs.: a) “A empresa estabeleceu-se na rua principal da cidade” (correto).b) “A empresa estabeleceu-s...
Estabelecer
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 22/12/2004

Residir

1) No que tange à regência verbal, querem alguns que se construa residir apenas com complemento indicativo de lugar precedido pela preposição em: “O réu reside na Rua do Ouvidor”.2) Na lição de Eliasar Rosa, “os verbos m...

1) No que tange à regência verbal, querem alguns que se construa residir apenas com complemento indicativo de lugar precedido pela preposição em: “O réu reside na Rua do Ouvidor”.2) Na lição de Eliasar Rosa, “os verbos m...
Residir
Não há mais resultados para serem exibidos.