O que saiu em Migalhas sobre Ulisses Infante
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Ulisses Infante

/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 24/3/2021

Para apresentar ou Para apresentarem?

Para apresentar ou Para apresentarem? O Professor esclarece.

...e Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante (1999, p. 491) de que "o infinitivo constitui um dos casos mais discutidos da língua portuguesa", e "estabelecer regras para o uso de sua forma flexionada, por exemplo, é tarefa difícil” e, “em muitos casos,...
Para apresentar ou Para apresentarem?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 11/3/2020

Cláusulas de contrato – Como numerar?

Cláusulas de contrato – Como numerar? O Professor esclarece a dúvida.

...m Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante (1999, p. 312) bifurcam o problema e duplicam as soluções: a) por um lado, "para designar papas, reis, imperadores, séculos e partes em que se divide uma obra, quando o numeral vem depois do substantivo, utilizam-se...
Cláusulas de contrato – Como numerar?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 16/7/2014

Gastado ou Gasto?

Gastado ou Gasto? O Professor esclarece a dúvida.

...gasto". 15) Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante consideram gastar um verbo abundante, sendo para tais autores perfeitamente possível o emprego do particípio passado regular (gastado), o qual deverá ser usado com os...
Gastado ou Gasto?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 16/4/2014

Pegar

Pego ou pegado? O Professor esclarece a dúvida.

...culta". 2) Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante lecionam que esse verbo, na língua culta, apresenta apenas o particípio passado regular (pegado). 3) Antonio Henriques, de igual modo, preconiza pegado como a "única forma...
Pegar
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 12/3/2014

Para compor ou Para comporem?

Para compor ou Para comporem ? O Professor esclarece a dúvida.

...de Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante de que "o infinitivo constitui um dos casos mais discutidos da língua portuguesa", e "estabelecer regras para o uso de sua forma flexionada, por exemplo, é tarefa difícil" e, "em...
Para compor ou Para comporem?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 17/7/2013

Chegado ou Chego?

Chegado ou Chego? O Professor esclarece a dúvida.

...atraso". 3) Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante lembram exatamenteesse aspecto, de que tal verbo, na língua culta, apresenta apenas o particípiopassado regular (chegado).
Chegado ou Chego?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 23/3/2011

À medida que

À medida que 1) Um leitor indaga como seria a utilização correta da expressão: a medida que, à medida que, a medida em que ou à medida em que. Poder-se-ia acrescentar se é correta a expressão na medida em que. 2) Diga-se, de...

...anotam Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante: "deve-se evitar a forma à medida em que, resultante do cruzamento das duas locuções estudadas".2 5) Para Domingos Pascoal Cegalla, por um lado, a expressão à medida que...
À medida que
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 4/2/2009

Designar servidores para compor (ou comporem?)...

Designar servidores para compor (ou comporem?)... 1) Uma leitora diz ter dúvidas quanto à flexão do verbo em frases como: I) – "Designar servidores para compor comissão..."; II) – "Designar servidores para comporem co...

Designar servidores para compor (ou comporem?)... 1) Uma leitora diz ter dúvidas quanto à flexão do verbo em frases como: I) – "Designar servidores para compor comissão..."; II) – "Designar servidores para comporem co...
Designar servidores para compor (ou comporem?)...
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 10/9/2008

Onde e aonde

Onde e aonde 1) Por um lado, correspondendo ao advérbio latino "ubi" (com o significado de onde, no lugar em que), usa-se onde com verbos de acepção estática, que indicam permanência em algum lugar. Exs.: a) "Onde trabalha a testemunha?"...

Onde e aonde 1) Por um lado, correspondendo ao advérbio latino "ubi" (com o significado de onde, no lugar em que), usa-se onde com verbos de acepção estática, que indicam permanência em algum lugar. Exs.: a) "Onde trabalha a testemunha?"...
Onde e aonde
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 7/5/2008

Sumariíssimo ou sumaríssimo?

Sumariíssimo ou sumaríssimo? 1) Indaga um leitor se a forma correta do superlativo absoluto sintético de sumário é sumariíssimo ou sumaríssimo. 2) O motivo recente da discussão reside no fato de que o Código de Processo Civ...

Sumariíssimo ou sumaríssimo? 1) Indaga um leitor se a forma correta do superlativo absoluto sintético de sumário é sumariíssimo ou sumaríssimo. 2) O motivo recente da discussão reside no fato de que o Código de Processo Civ...
Sumariíssimo ou sumaríssimo?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 26/3/2008

Ruy Barbosa ou Rui Barbosa?

Ruy Barbosa ou Rui Barbosa?   1) Numa elevada discussão entre leitores, questiona-se como grafar o nome do nosso amado jurista baiano: Ruy Barbosa ou Rui Barbosa. Um levanta a divergência entre o "site" do Tribunal de Justiça do Esta...

Ruy Barbosa ou Rui Barbosa?   1) Numa elevada discussão entre leitores, questiona-se como grafar o nome do nosso amado jurista baiano: Ruy Barbosa ou Rui Barbosa. Um levanta a divergência entre o "site" do Tribunal de Justiça do Esta...
Ruy Barbosa ou Rui Barbosa?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 12/12/2007

Nomes de pessoas: como escrever?

1) As leis de ortografia - que também norteiam a escrita dos nomes próprios de pessoas - mandam que se escreva Antônio, Luís, Mateus, Rui, e não Antonio, Luiz, Matheus ou Ruy. 2) Veja o que a esse respeito determina, desde 1943, c...

1) As leis de ortografia - que também norteiam a escrita dos nomes próprios de pessoas - mandam que se escreva Antônio, Luís, Mateus, Rui, e não Antonio, Luiz, Matheus ou Ruy. 2) Veja o que a esse respeito determina, desde 1943, c...
Nomes de pessoas: como escrever?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 4/7/2007

Pago

1) Quanto à conjugação verbal e ao emprego de seu particípio passado, é de comum ensino que se usa o verbo pagar apenas na forma irregular (pago), e isso com qualquer auxiliar, lembrando mesmo Otelo Reis que, "quanto ao particípio reg...

1) Quanto à conjugação verbal e ao emprego de seu particípio passado, é de comum ensino que se usa o verbo pagar apenas na forma irregular (pago), e isso com qualquer auxiliar, lembrando mesmo Otelo Reis que, "quanto ao particípio reg...
Pago
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 22/11/2006

Impede-nos de ser? Impede-nos de sermos?

1) Indaga-se qual a forma correta: a) – "Isso não nos tira o apanágio de ser..."; b) – "Isso não nos tira o apanágio de sermos...". Em outras palavras, quer-se saber se o infinitivo (o próprio nome do verbo, c...

1) Indaga-se qual a forma correta: a) – "Isso não nos tira o apanágio de ser..."; b) – "Isso não nos tira o apanágio de sermos...". Em outras palavras, quer-se saber se o infinitivo (o próprio nome do verbo, c...
Impede-nos de ser? Impede-nos de sermos?
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 31/8/2005

Porque

1) Quando se quer mencionar o próprio substantivo, na acepção de causa, razão, motivo, grafa-se porquê (uma só palavra e com acento). Ex.: "Até hoje não se sabe bem o porquê da condenação daquele réu".1 2) Para José de Ni...

1) Quando se quer mencionar o próprio substantivo, na acepção de causa, razão, motivo, grafa-se porquê (uma só palavra e com acento). Ex.: "Até hoje não se sabe bem o porquê da condenação daquele réu".1 2) Para José de Ni...
Porque
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 24/8/2005

Uso do infinitivo

1) De acordo com Said Ali, a escolha da forma infinitiva depende de cogitarmos somente da ação ou do intuito ou da necessidade de pormos em evidência o agente da ação: no primeiro caso, preferimos o infinitivo não flexionado; no segundo, ...

1) De acordo com Said Ali, a escolha da forma infinitiva depende de cogitarmos somente da ação ou do intuito ou da necessidade de pormos em evidência o agente da ação: no primeiro caso, preferimos o infinitivo não flexionado; no segundo, ...
Uso do infinitivo
/coluna/gramatigalhas
quarta-feira, 28/4/2004

Adequar

1) Anote-se, desde logo, que não há uniformidade entre os gramáticos quanto a sua conjugação verbal, principiando por Eduardo Carlos Pereira, que o insere no rol dos verbos defectivos, mas sem outras explicaç...

1) Anote-se, desde logo, que não há uniformidade entre os gramáticos quanto a sua conjugação verbal, principiando por Eduardo Carlos Pereira, que o insere no rol dos verbos defectivos, mas sem outras explicaç...
Adequar
Não há mais resultados para serem exibidos.