Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

Baú migalheiro

terça-feira, 26 de dezembro de 2017


Há 88 anos, no dia 26 de dezembro de 1929, o deputado Sousa Filho era assassinado na Câmara dos Deputados. Na chegada à Câmara, no RJ, o deputado Simões Lopes encontrou o desafeto Sousa Filho, que lhe deu uma bengalada. Simões sacou o revólver e deu dois tiros em Sousa, que morreu no local. No processo, alegou ter pensado que Sousa mataria seu filho, que o acompanhava. Foi absolvido. Outro episódio de faroeste no parlamento brasileiro se repetiu quase 34 anos depois, em dezembro de 1963, quando o senador José Kairala morreu, conforme recordado no baú do dia 4 deste mês (clique aqui).


(Retirado do acervo do jornal Estado de S. Paulo - edição de 27 de dezembro de 1929)