Terça-feira, 26 de julho de 2016

ISSN 1983-392X

Operação Aletheia

Lula é alvo de nova fase da Lava Jato

Ação ocorre na casa do ex-presidente, em São Bernardo do Campo, e em outros pontos em SP, no RJ e na BA.

sexta-feira, 4 de março de 2016

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 4, a 24ª fase da operação Lava Jato – intitulada operação Aletheia – para dar continuidade às investigações de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros praticados no esquema perpetrado no âmbito da Petrobras.

A ação ocorreu na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, e em outros pontos em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. Lula foi alvo de um dos mandados de condução coercitiva expedidos.

A pedido do MPF, o juiz Sérgio Moro, da 13ª vara de Curitiba/PR, determinou buscas e conduções executadas pela PF. Ao todo, cerca de 200 policiais federais e 30 auditores da RF cumprem 44 ordens judiciais, sendo 33 mandados de busca e apreensão e 11 mandados de condução coercitiva.

A operação recebeu o nome "Aletheia" em referência a uma expressão grega que significa busca da verdade.

Depoimento

Após ser levado de sua residência por agentes da PF na manhã de hoje, Lula teria sido conduzido ao aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, onde presta depoimento. O objetivo seria obter esclarecimentos sobre seu sítio em Atibaia/SP e um triplex em Guarujá/SP.

Indícios

Em nota publicada nesta sexta, o MPF alegou que há evidências de que o ex-presidente Lula recebeu valores oriundos do esquema da Petrobras "por meio da destinação e reforma de um apartamento triplex e de um sítio em Atibaia, da entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e da armazenagem de bens por transportadora".

"A investigação sobre o ex-presidente não constitui juízo de valor sobre quem ele é ou sobre o significado histórico dessa personalidade, mas sim um juízo de investigação sobre fatos e atos determinados, que estão sob suspeita. Dentro de uma república, mesmo pessoas ilustres e poderosas devem estar sujeitas ao escrutínio judicial quando houver fundada suspeita de atividade criminosa, a qual se apoia, neste caso, em dezenas de depoimentos e ampla prova documental."

leia mais

últimas quentes