Sábado, 21 de outubro de 2017

ISSN 1983-392X

Publicidade

Conar abre processo contra campanha "gente boa também mata"

Para críticos, campanha associa indevidamente pessoas com interesses sociais legítimos a quem desrespeita as leis.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

O Conar – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária abriu nesta terça-feira, 10, processo contra os polêmicos anúncios da campanha "Gente boa também mata", do Ministério dos Transportes.

As propagandas sobre segurança no trânsito foram duramente criticadas nas redes sociais após publicações com frases como "quem resgata animais na rua pode matar", "quem faz a alegria das crianças pode matar" e "o melhor aluno da sala pode matar".




O processo foi aberto a partir de reclamações dos consumidores, que acusam a campanha de associar indevidamente pessoas com interesse social legítimo a quem desrespeita as leis e comete crimes. Os consumidores pedem a retirada de todas as peças publicitárias.

Diante da repercussão negativa, o governo anunciou na última quinta-feira, 5, que iria retirar os cartazes das ruas. As peças para TV e internet, porém, foram mantidas.

São alvos do processo o Ministério dos Transportes e a Link Propaganda. Caso a campanha seja condenada, os anúncios deverão ser retirados do ar. A decisão deve ser tomada em cerca de 40 dias.

patrocínio

VIVO

últimas quentes