Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

ISSN 1983-392X

Danos morais

Xingamentos pelo WhatsApp geram dever de indenizar

Juíza considerou que xingamentos podem causar prejuízo psicológico.

terça-feira, 7 de março de 2017

"O instituto dos danos morais se mostra aplicável aos casos de xingamentos, porquanto tal fato é potencialmente apto a causar prejuízo psicológico ao indivíduo."

Com esse entendimento, a juíza de Direito Giselle Rocha Raposo, do 3º JEC de Brasília, condenou um homem a indenizar por danos morais uma mulher ofendida por ele no WhatsApp.

De acordo com a decisão, o réu, devidamente intimado, deixou de apresentar contestação, impondo-se o reconhecimento dos efeitos materiais da revelia. Para a magistrada, no entanto, "restou demonstrado pelas telas do WhatsApp que o requerido desferiu vários xingamentos capazes de atingir a honra da autora".

"A conduta do requerido ultrapassou os limites da proporcionalidade, o que efetivamente gera dever de reparação."

Para estabelecer o valor da indenização, a juíza considerou a proporcionalidade entre o dano moral sofrido e as consequências causadas, bem como as condições econômico-financeiras do agente causador do dano, e fixou a indenização em R$ 1 mil.

Veja a decisão.

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes