Quinta-feira, 19 de outubro de 2017

ISSN 1983-392X

Caso Aldemir Bendine

Advogados pedem a Moro investigação de e-mail que insinua "esquema" de pagamento de HC no Supremo

Na mensagem, supostamente do executivo, há pedido de depósito de R$ 700 mil na conta de um terceiro desconhecido.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Os advogados Pierpaolo Cruz Bottini e Claudia Vara San Juan Araújo (Bottini & Tamasauskas Advogados), que defendem Aldemir Bendine, pediram ao juiz Federal Sérgio Moro que investigue um e-mail recebido na quarta-feira, 2, pela filha do ex-presidente do BB.

A mensagem, que supostamente do executivo – preso desde 27/7 em Curitiba –, solicita depósito de R$ 700 mil na conta de um terceiro desconhecido para garantir um HC no Supremo.Veja abaixo:

De acordo com os causídicos, "tal situação, em razão de sua absoluta gravidade – chega a beirar o absurdo – demanda a adoção de providências imediatas por parte deste d. Juízo para apuração das devidas responsabilidades".

Os advogados afirmam ao juiz Sérgio Moro que pessoa mal intencionada, em posse das informações divulgadas pela mídia – tais como o nome dos familiares do preso e dos defensores – está se fazendo passar por Aldemir Bendine, “seja para obter vantagens indevidas em prejuízo de seus familiares – que de forma desavisada poderiam ter realizado o depósito – seja para agravar sua situação nesses autos, já que, como é notório, Amanda Bendine também foi alvo de quebra de sigilo telemático, de forma a possibilitar a interceptação da mensagem eletrônica em questão pelas Autoridades responsáveis pela persecução”.

Em prova de boa-fé, a defesa requereu imediata ciência do documento apresentado ao MPF, além do pedido de inquérito.

  • Processo: 5030176-78.2017.4.04.7000

Veja a íntegra da petição.

leia mais

patrocínio

VIVO

últimas quentes