Sábado, 24 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 2.7.2018

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Com a proximidade das convenções partidárias, a definição das vagas de vice nas chapas que disputam o Planalto ganha ares de urgência.

Não por acaso, as frases de efeito mais marcantes que os pré-candidatos devem reforçar nos próximos dias miram as coligações.

Fechar alianças para outubro tem sido tão ou mais complexo do que viabilizar o próprio nome.

As pesquisas de intenção de voto e os problemas enfrentados nos estados estão aí para comprovar justamente isso.

As siglas terão entre 20 de julho e 5 de agosto para formar os times e não querem mais perder tempo.

O problema é que as incertezas instaladas hoje exigem níveis de contrapartida que nenhum pré-candidato ao Planalto é capaz de se comprometer.

Os eventos partidários vão testar os limites de cada um e mostrar ao público se o que está colocado até agora é pra valer.

Eleições

O tempo da política

Por motivos distintos, até o momento, siglas como PT, PSL e Rede não têm assumido protagonismo na corrida das negociações e alianças.

Congresso

O Orçamento de 2019

A expectativa é que - independentemente da Copa do Mundo - o relator do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2019, senador Dalírio Beber (PSDB-SC), entregue hoje à Comissão Mista de Orçamento (CMO) o texto final.

Se o curso se mantiver na CMO ao longo das próximas duas semanas, o texto estará pronto para ser votado em sessão do plenário do Congresso Nacional até 17 de julho.

Se algo acontecer e o calendário for impactado, o recesso parlamentar pode ser alterado.

A folga de deputados e senadores vai de 17 de julho a 1º de agosto.

Pauta

Outras votações

Temas sensíveis estão na agenda do Congresso à espera de desfecho e/ou em fase de negociação.

Um deles trata do projeto que autoriza a Petrobras a transferir a exploração de áreas do pré-sal na Bacia de Santos.

Agenda

ProUni - O Ministério da Educação divulga hoje o resultado do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Eleições 2018

Voto em trânsito - Será encerrado no próximo dia 16 o prazo para que os tribunais regionais eleitorais indiquem os locais de votação dos municípios com mais de 100 mil eleitores que terão seções disponíveis para o voto em trânsito.

Nos jornais

Odebrecht - Acordos de colaboração firmados pela Odebrecht com promotores paulistas envolvendo crimes em São Paulo revelados na Lava Jato estão sendo contestados dentro do Ministério Público Estadual. Motivos: os benefícios concedidos à empreiteira em troca da devolução do dinheiro desviado. (manchete O Estado de S. Paulo)

Portos - A PF deverá ouvir o delator Lúcio Funaro no inquérito que apura se o presidente Michel Temer recebeu vantagens indevidas em troca de favorecimento a empresas do setor portuário com a edição de um decreto de maio de 2017. (O Estado de S. Paulo)

Influência - A Dataprev foi entregue ao líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), e virou um cabide de empregos ocupados por meio de indicações políticas do parlamentar, aponta reportagem. (manchete O Globo)

Demora - O principal inquérito aberto contra o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), um dos investigados na Lava Jato, foi enviado para a PGR, em junho de 2017 e, um ano depois, ainda não retornou à PF para apurações complementares. Ele é investigado por corrupção e lavagem de dinheiro. (O Globo)

Efeito dominó - O julgamento no STF que absolveu a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), no último dia 20, deve impactar a maioria dos casos que tramitam no tribunal derivados da Lava Jato, segundo seis dos principais criminalistas que atuam em inquéritos e ações penais no STF. (Folha de S.Paulo)

Pernambuco - O MPF prepara ação civil que aponta superfaturamento da Odebrecht na obra da arena que sediou jogos da Copa do Mundo de 2014 em Pernambuco, apesar de a empreiteira não admitir a irregularidade em seus acordos com procuradores. (Folha de S.Paulo)

Lula 1 - A assessoria do ex-presidente Lula divulgou ontem um vídeo em que o petista se compara a Tiradentes. Lula afirma que "o herói não foi o cara que enforcou o Tiradentes. O enforcado é que virou o herói". (Folha de S.Paulo)

Lula 2 - Cresce no STF a tendência de reduzir, em quase quatro anos, a carga penal aplicada ao ex-presidente pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. (Valor Econômico)

Planos - O pré-candidato do PSL à presidência, deputado federal Jair Bolsonaro afirmou que, caso seja eleito, pretende ampliar o total de ministros do STF para poder refazer a composição da casa e garantir para si a indicação da maioria dos integrantes da Corte. (Valor Econômico)

Suspeita - A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário) tem pelo menos R$ 15 bilhões de contratos firmados nos últimos dez anos sob suspeita de corrupção, segundo investigações da Lava Jato. O valor é mais da metade dos investimentos coordenados pela empresa. (O Globo)

Guerra fiscal - A lei que validou incentivos de ICMS concedidos ilegalmente deve provocar perda de R$ 9,38 bilhões na arrecadação de tributos federais, segundo estimativa da Receita Federal. A Lei Complementar 160 permite que as empresas deduzam os incentivos de ICMS da base de cálculo de tributos Federais. (manchete Valor Econômico)

Concessões - A equipe econômica conta com R$ 22 bilhões em receitas de concessões no Orçamento deste ano, mas a maior parte dos projetos está travada pelo TCU. O governo só pode leiloar 10 dos 40 empreendimentos submetidos ao tribunal, garantindo menos de 10% dos investimentos planejados. (Folha de S.Paulo)

Infraestrutura - Sem conseguir entregar os projetos a que se propôs para o setor ferroviário, o presidente Michel Temer vai transferir para a iniciativa privada a responsabilidade de executar obras consideradas estratégicas. (O Globo)

Eletrobrás - As seis distribuidoras da Eletrobras que o governo espera privatizar em 26 de julho acumularam um prejuízo de R$ 22,3 bilhões desde 1997, quando a União assumiu essas empresas, temporariamente. (O Estado de S. Paulo)