Segunda-feira, 12 de novembro de 2018

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 8.11/18

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Ciranda salarial

O aumento dos subsídios pagos aos ministros do STF não mexe apenas com a estrutura remuneratória da burocracia pública beneficiada diretamente pelo efeito cascata.

Além do impacto financeiro instantâneo nas cúpulas da União, Estados e municípios, o reajuste põe lá em cima o sarrafo do funcionalismo em geral.

As carreiras que estão no topo da pirâmide têm como horizonte os tribunais. Toda vez que almejam um contracheque melhor, a primeira inspiração que vem à cabeça são os juízes.

A comparação entre os Poderes é uma dessas pragas que, a depender do momento e do governo, se alastram por Brasília e emparedam o país.

O lobby se manifesta na forma de pressões explícitas e veladas, podendo também – e não raro – descambar para greves.

Tradicionalmente, quem puxa o novelo da ciranda salarial é o Judiciário. Em seguida, Legislativo e Executivo aderem.

No caso das carreiras de Estado, o efeito psicológico se manifesta por tabela. E costuma dar sinais rápidos.

De olho no STF, quem trabalha nas áreas financeira e jurídica, de arrecadação, consultoria, fiscalização e controle, gestão e transparência mira um novo alvo a partir de 2019.

Conjuntura

O peso da folha

A atual e a futura equipe econômica estão alinhadas em muitos pontos.

Nesta fase da transição o que está mais em foco é – sem dúvida – o debate em torno da Previdência.

Mas o tamanho e o ritmo de crescimento da folha de pessoal da União também têm motivado trocas importantes e frequentes de informações.

Estados

Bolsonaro e os governadores

Os temas gerais para o encontro entre o presidente eleito Jair Bolsonaro e os 27 governadores eleitos e reeleitos, na próxima quarta-feira, 14, em Brasília, já estão definidos.

A economia estará em primeiro plano.

Bolsonaro vai repassar as ações prioritárias do governo Federal e pretende reforçar que está disposto a recuperar o real sentido do pacto federativo.

Orçamento

Últimos detalhes

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, terá um encontro decisivo hoje com parlamentares da comissão mista de orçamento.

Serão prestados os últimos esclarecimentos sobre o projeto de lei orçamentária de 2019.

IPTU

O caixa das cidades

Os municípios se queixam da falta de receitas e do crescimento das despesas.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) aponta, no entanto, que o grande volume de isenções no recolhimento do IPTU tem impactado os cofres das cidades.

AGENDA

Bolsonaro - O presidente eleito Jair Bolsonaro se reúne hoje pela manhã com parlamentares, em Brasília, para tratar da reforma da Previdência.

Transição - Os integrantes da equipe de transição que respondem pela área econômica vão discutir hoje privatizações e ajuste fiscal.

Campo - O IBGE divulga hoje o levantamento Sistemático da Produção Agrícola, a pesquisa de estoques e o prognóstico da Safra de 2019.

Trabalho - O IBGE apresenta também as características adicionais do mercado de trabalho a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua.

SABER

Música - A partir de hoje, a Orquestra Petrobras Sinfônica apresenta, no Rio de Janeiro, sua versão na íntegra do histórico disco "Dark Side of the Moon", lançado há 45 anos pela banda inglesa Pink Floyd.

SUSTENTÁVEL

Responsabilidade - Cientistas alertam que instituições financeiras têm um papel fundamental nos esforços para evitar mudanças climáticas perigosas. E não se trata apenas de redirecionar investimentos (em inglês).

TECH

Sociedade - Estudo (em inglês) destaca o efeito positivo de um tipo de intervenção on-line na prevenção de episódios depressivos entre adolescentes em maior risco.

BEM-ESTAR

Saúde - Pesquisadores brasileiros descobrem o caminho para interromper o desenvolvimento da asma alérgica em modelos experimentais (em inglês).

JORNAIS

Reajuste - O Senado aprovou ontem o reajuste de salário de ministros do STF, que passam de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil – impacto estimado de cerca de R$ 4 bilhões. O texto segue para a sanção do presidente Michel Temer. (manchete da Folha de S.Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo)

Efeito - O aumento de 16,38% nos salários dos ministros do STF provocará um efeito cascata na União, Estados e municípios. (todos os veículos)

Temer - Em cartilha entregue a Jair Bolsonaro, Michel Temer mandou recados ao sucessor ressaltando que não há espaço para retroceder. O presidente destacou que a reforma previdenciária está pronta para ser votada e defendeu a importância do Mercosul. (todos os veículos)

Toffoli - Jair Bolsonaro se reuniu com o presidente do STF, ministro Dias Toffoli. No encontro, o presidente eleito falou em respeito às instituições e disse que vai consultar bastante o ministro. (todos os veículos)

Ministério - A deputada Tereza Cristina (DEM-MS) foi anunciada como ministra da Agricultura do governo de Jair Bolsonaro. É a primeira mulher a compor o primeiro escalão. (todos os veículos)

Reforma - O presidente eleito, Jair Bolsonaro, confirmou que o Ministério do Trabalho, como funciona hoje, será extinto e deve ser absorvido por outra pasta. (todos os veículos)

Oposição - Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) se encontraram ontem para discutir uma aliança na oposição ao governo de Jair Bolsonaro sem a participação do PT. (Folha de S.Paulo, O Globo e Valor Econômico)

Lula - Em interrogatório realizado ontem na Justiça Federal do Paraná, o empresário Marcelo Odebrecht afirmou que as reformas no sítio em Atibaia, pagas em parte pela empreiteira, eram uma "coisa pessoal" para o ex-presidente Lula. (todos os veículos)

Previdência - Jair Bolsonaro minimizou a declaração do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre 'dar uma prensa' no Congresso para a aprovação da reforma da Previdência: "Ninguém vai pressionar parlamentar, vamos convencê-lo". (todos os veículos)

Brics - O Novo Banco do Desenvolvimento, conhecido como banco dos Brics, aprovou financiamento de US$ 300 milhões a uma companhia russa controlada por três oligarcas do círculo íntimo do presidente Vladimir Putin, incluindo um ex-genro. (manchete do Valor Econômico)