Sábado, 16 de fevereiro de 2019

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 3.1.19

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Vozes da Esplanada

Mais do que demarcar terrenos e distribuir frases de efeito, os ministros que assumiram cargos ontem testaram clássicas estratégias de exposição.

Ao interagir com um grande estoque de sensibilidades políticas, econômicas e sociais, os novatos ignoraram quase todos os riscos e se apresentaram ao público mesclando tecnicismo, visões pessoais e certo grau de emoção.

Mesmo quem economizou nas palavras indicou de que forma e com que intensidade pretende estabelecer diálogos com o país.

Os mais falantes foram além: lançaram mão de provocações, resgataram momentos históricos e prestaram homenagens a grandes pensadores. Tudo para mexer com o imaginário e prender a atenção das plateias.

Pelo menos neste início, o tom geral dos discursos durante a 'inauguração' do governo deverá se repetir outras vezes.

É a Esplanada, visivelmente, trocando de voz.

Superpops

Guedes e moro

As transmissões de cargo mais esperadas confirmaram os prognósticos: 1) ímãs para grandes audiências e 2) palcos para discursos que emitiram bem mais do que meros sinais.

Veja a íntegra (em vídeo) da cerimônia de posse do ministro da Economia, Paulo Guedes.

E a íntegra (em texto) do discurso do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Governo

Primeiro encontro

O presidente Jair Bolsonaro reunirá agora pela manhã, no Palácio do Planalto, seus ministros para a primeira reunião oficial do chamado Conselho de Governo.

Além de Bolsonaro e os 22 ministros, compõe o grupo o vice-presidente, general Hamilton Mourão.

O Conselho de Governo foi criado para assessorar o presidente na formulação de políticas e tomadas de decisão.

A partir da próxima semana, reuniões como essa serão sempre às terças-feiras.

Funcionalismo

Cortes e trocas

Os temas administração pública e recursos humanos vão entrar de vez na agenda do governo.

É que a revisão da estrutura lotada em escalões inferiores da Esplanada dos Ministérios terá um cronograma bastante rígido.

Entre as metas estabelecidas pelo Planalto estão a redução de quadros com o enxugamento de cargos comissionados e a definição de novos modelos de hierarquia e organograma aplicados à burocracia Federal.

Orçamento

Tema da moda

O SIGA Brasil consolida informações orçamentárias de modo organizado e transparente.

O sistema facilita o acesso e oferece caminhos a uma série de bases de dados.

Congresso

Divisão de papeis

A formalização do apoio do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, à reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acabou antecipado a corrida entre as forças políticas que vão prevalecer a partir de fevereiro.

As negociações pelo comando das comissões permanentes instaladas na Casa ganham, automaticamente, mais peso a partir de agora.

AGENDA

Petrobras - Roberto Castello Branco toma posse hoje às 16h na presidência da Petrobras.

SABER

Vida e obra - O site eBiografia e as muitas biografias de grandes personalidades brasileiras e internacionais.

SUSTENTÁVEL

Boas práticas - Grandes marcas se mexerem em 2018 para reduzir impactos ambientais e promover a sustentabilidade corporativa (em inglês).

TECH

Cidades do futuro - Os preparativos para a Expo 2020 Dubai: inovações, planejamento e soluções conectadas a favor de ecossistemas urbanos inteligentes.

BEM-ESTAR

Saúde - O lançamento de uma plataforma digital de bem-estar e autoconhecimento, o Revolution Club, dias 12 e 13 de janeiro (saiba mais).

JORNAIS

Guedes - No primeiro discurso como ministro da Economia, Paulo Guedes defendeu a reforma da Previdência, disse que o Brasil foi "corrompido pelo excesso de gastos" públicos e afirmou que a crise fiscal é o principal entrave para o crescimento do país. (manchete de todos os veículos)

Moro - O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, prometeu atenção especial à segurança pública, como prioridade de gestão, além do combate ao crime organizado e à corrupção. (todos os veículos)

Itamaraty - O ataque ao "globalismo" marcou o discurso do embaixador Ernesto Araújo ao assumir o Ministério das Relações Exteriores. Ele afirmou que reorientará a atuação da diplomacia na ONU "em favor do que é importante para o Brasil, não as ONGs". (todos os veículos)

Bolsonaro - Em um movimento para demonstrar prestígio aos militares, o presidente Jair Bolsonaro incluiu, em sua agenda externa, a cerimônia de transmissão de cargo do novo ministro da Defesa, o general Fernando Azevedo. (todos os veículos)

Exonerações - Com o objetivo de "despetizar" o Planalto, o governo Federal irá demitir todos os funcionários que ocupam cargos comissionados vinculados à Casa Civil. Segundo o ministro Onyx Lorenzoni, cerca de 320 funcionários em cargos de confiança serão exonerados. (todos os veículos)

Eletrobrás - O ministro de Minas e Energia, almirante Bento Albuquerque, disse que o governo vai dar continuidade ao processo de privatização da Eletrobrás. (todos os veículos)

Mercados - O primeiro pregão após a posse de Bolsonaro foi de euforia. O Ibovespa subiu 3,56%, para 91.012 pontos, novo recorde. Já o dólar recuou 1,69%, cotado a R$ 3,8087. (todos os veículos)