Sábado, 16 de fevereiro de 2019

ISSN 1983-392X

Cenário

por FSB Inteligência

Cenário - 15.1.19

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Timing das ruas

Os movimentos sociais tentam se organizar neste início de ano em torno de uma agenda que seja – ao mesmo tempo – forte, convincente e realista.

A tarefa é ingrata. E não só pelo fato de o novo governo ter virado do avesso a lógica de protesto.

Mobilizar grupos de interesse em torno de causas – sejam elas quais forem – virou atividade de risco.

Hoje em dia, a baixa aderência é apenas um entre tantos efeitos colaterais de um drama bem maior.

Estratégias criativas são máxima de sobrevivência, mas viraram artigo de luxo.

Mesmo as organizações mais estruturadas ligadas à cidade ou ao campo passam por crises.

Quase todas perderam parte da identidade que as fizeram chegar até aqui. Muitas enfrentam dificuldades financeiras.

Uma parcela considerável lida com os dois problemas e há quem tenha perdido líderes, referências e a capacidade de atrair/renovar quadros.

PT

Tripé da resistência

Parlamentares do PT começaram a discutir as linhas gerais de um plano de ação que será montado para monitorar e fazer frente ao governo Bolsonaro.

Serão formados 10 grupos de trabalho organizados por temas.

As prioridades de fevereiro são: reforma da Previdência, segurança pública e privatizações.

Máquina

Em acomodação

Em Brasília e nos estados, a ocupação de cargos em órgãos federais está longe do fim.

As trocas registradas no Diário Oficial revelam lentidão: muita gente indicada ainda não assumiu.

Transparência

Prestando contas

A edição de janeiro do Boletim sobre subsídios da União, elaborado pela Secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria do Ministério da Economia, aborda os Fundos Constitucionais de Financiamento (FCFs).

Em 2016 e 2017, os subsídios atingiram, respectivamente, R$ 15,5 bilhões e R$ 13,4 bilhões.

O documento é um entre tantos outros de acesso livre que pretendem reforçar a transparência da gestão do recurso público.

Congresso

Passos do Planalto

A indicação do deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO) como novo líder do governo na Câmara – comunicada ontem pelo presidente Jair Bolsonaro – deve destravar outros movimentos do Planalto no Congresso.

O principal deles é tentar antecipar o clima para a votação da reforma da Previdência, mapeando pontos fortes e fracos da futura base aliada.

Emprego

Na largada

Dados setoriais que servem de insumos para as estatísticas do governo sugerem que as primeiras semanas do ano conseguiram sustentar pelo menos parte das frentes de emprego abertas na virada do ano.

A expectativa de resultados positivos está concentrada principalmente na performance do comércio.

Assim como em 2018, os motores tendem a ser os temporários e os informais.

AGENDA

Conselho de governo - O presidente Jair Bolsonaro participa às 9h da reunião do Conselho de Governo, no Palácio do Planalto.

Armas - Logo em seguida, Bolsonaro assinará o decreto que flexibiliza a posse de armas.

Comércio - O IBGE divulga hoje a Pesquisa Mensal de Comércio de novembro.

EDUCAÇÃO

Flux - Conheça a plataforma educativa Flux, idealizado pela Câmara dos Deputados. No site da Escola Virtual de Cidadania é possível ter contato com temas ligados a educação para democracia.

SABER

Teatro - O Festival de Verão e os cursos regulares oferecidos pelo Teatro Tablado.

SUSTENTÁVEL

Ar - Dados atualizados sobre a qualidade do ar em todo o país no site do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

TECH

Elétricos - Montadoras mostram carros totalmente elétricos e veículos híbridos que vão chegar ao mercado. Começa o Salão do Automóvel de Detroit.

BEM-ESTAR

Vida plena - No Havaí, a Polestar oferece "um estilo de vida dinâmico e meditação diária, projetos de yoga e oportunidades de aventura ao ar livre".