Quarta-feira, 20 de novembro de 2019

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas

por José Maria da Costa

Locução verbal – Como flexionar?

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

dúvida do leitor

Um leitor que se identifica apenas como Antônio envia a seguinte mensagem ao Gramatigalhas:

"'São possibilidades, mas que terão desde já de serem administradas pela Fazenda e pelo BC'. Meus prezados: '...terão desde já de serem...', ou '...terão desde já de ser'. Obrigado."

envie sua dúvida

1) Um leitor indaga qual a forma correta de flexão dos verbos nas seguintes expressões: a) "As possibilidades terão desde já de ser administradas..."; b) "As possibilidades terão desde já de serem administradas..."

2) Façam-se, de início, as seguintes ponderações: a) a expressão terão de ser equivale aproximadamente à forma verbal serão; b) quando uma expressão assim vale por um verbo, diz-se que se está diante de uma locução verbal; c) em uma locução, um dos verbos dá o sentido (no caso, ser), enquanto o outro ajuda na conjugação (no caso, ter); d) o verbo no infinitivo, que dá o sentido à locução, é o principal, e o que ajuda na flexão é o auxiliar; e) o verbo auxiliar, exatamente por sua função de ajudar na conjugação, é aquele que se flexiona; f) já o principal não varia.

3) Confirme-se lição corrente entre os gramáticos segundo a qual, nas locuções verbais, "não é lícito flexionar o infinitivo". Exs.: a) "Os magistrados não podem fazer sozinhos o trabalho de administrar a justiça" (correto); b) "Os magistrados não podem fazerem sozinhos o trabalho de administrar a justiça" (errado).

4) Apesar desse firme e remansoso ensino, é erro muito comum a utilização do infinitivo flexionado nesses casos, sobretudo quando, entre o verbo auxiliar e o verbo principal, se interpõem outras palavras. Exs.: a) "Os magistrados não podem, sozinhos, sem a participação de todos os segmentos envolvidos, fazerem o trabalho de administrar a justiça" (errado); b) "Os magistrados não podem, sozinhos, sem a participação de todos os segmentos envolvidos, fazer o trabalho de administrar a justiça" (correto).

5) Cândido de Figueiredo, exatamente a esse respeito, lembra o seguinte exemplo encontrado "num livro moderno, premiado oficialmente": "Podem, entretanto, esses serviços serem estabelecidos...". E complementa: "Podem serem ... não é linguagem de cá". Nem de cá, nem de lá, nem de lugar nenhum. Corrija-se: "Podem, entretanto, esses serviços ser estabelecidos..."

6) Tendo essas explicações como premissas, retomem-se os exemplos da consulta, com a indicação de sua correção ou erronia entre parênteses: a) "As possibilidades terão desde já de ser administradas..." (correto); b) "As possibilidades terão desde já de serem administradas..." (errado).

Manual de Redação Jurídica
José Maria da Costa

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.