Segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

ISSN 1983-392X

Desagravo – Advogado algemado

de 4/6/2017 a 10/6/2017

"Ninguém procura juiz porque gosta, mas por necessidade (Migalhas 4.126 - 5/6/17- "Desagravo – Advogado algemado" - clique aqui). A empáfia de parte desse subpoder sem voto, hipócrita e escroque, é também ridícula e repugnante. Como advogado, procuro, sempre que posso, conversar com esses senhores por escrito, à distância, evitando o contato físico, pois acredito que essa proximidade corpo a corpo possa trazer energia negativa ao interlocutor."

Cláudio Pio de Sales Chaves - 5/6/2017

"Já passou da hora de extinguirem privilégios para servidores nos fóruns e tribunais (Migalhas 4.126 - 5/6/17- "Desagravo – Advogado algemado" - clique aqui). Vaga privativa, elevador privativo, cozinha privativa, copeiros, motoristas. Há tribunais que contam até com mordomos para os desembargadores. Esses privilégios e regalias remetem ao período feudal criando uma espécie de nobreza dentro do espaço público."

Felipe Fausto - 5/6/2017

"Absurdo a conduta dos seguranças do TRT e descabida a resposta do juiz assistente da presidência do Tribunal (Migalhas 4.126 - 5/6/17- "Desagravo – Advogado algemado" - clique aqui). Esse tipo de resposta só incentiva o abuso."

Vitorio Cruz - 5/6/2017

"Hoje, ao me dirigir à Justiça do Trabalho, ouvi de seguranças, entre risinhos de deboche, algo sobre 'vamos ao desagravo do advogado' (Migalhas 4.126 - 5/6/17- "Desagravo – Advogado algemado" - clique aqui). De fato, para que serve, em termos de eficácia, os desagravos da OAB?"

Ronaldo Tovani - 5/6/2017

Comente