Sábado, 21 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

CNMP

Senado rejeita a indicação do procurador Vladimir Barros Aras para o CNMP

Barros recebeu 38 votos favoráveis e 17 contrários, mas precisava de pelo menos 41 para ser eleito .

quinta-feira, 4 de julho de 2013

O Senado rejeitou nesta quarta-feira, 3, a indicação do procurador de Justiça na Bahia Vladimir Barros Aras para o CNMP. Barros recebeu 38 votos favoráveis e 17 contrários à sua indicação, além de uma abstenção. Ele precisava de pelo menos 41 votos dos senadores para ser eleito para o Conselho.

Reportagem da Agência Senado revelou que a rejeição de Barros Aras gerou controvérsia entre os senadores. Depois de anunciado o resultado da votação, os senadores Randolfe Rodrigues, Aloysio Nunes, Aécio Neves e Humberto Costa pediram ao presidente do Senado, Renan Calheiros, para que seus votos favoráveis fossem registrados.

Renan argumentou que "gostaria que coubesse reconsideração", mas lembrou que, uma vez anunciado o resultado, não cabe colher novos votos. Apesar da contestação de Lídice da Mata e Pedro Taques, que se manifestaram pela reconsideração do resultado, Renan citou o regimento interno do Senado em apoio a seu ponto de vista.

Seria lícito tomar os votos dos senadores que tivessem chegado ao Senado antes de anunciar o resultado, o que, na verdade, não ocorreu”, explicou.

O senador Wellington Dias encaminhou recurso à CCJ para que analisasse a situação.

leia mais

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes