Encerrado

 

LOCAL/DATA DO EVENTO:

Local: Blue Tree Convention Plaza - Av. Ibirapuera, 2927 - Moema - São Paulo, SP

Data: 26 de Março

Veja ao final do informativo o ganhador da vaga oferecida pela Brain Company, para sorteio em Migalhas

A Indústria da construção civil gera milhões de empregos no Brasil, sendo uma de nossas principais atividades econômicas. O mercado imobiliário, como precisa de funding, busca sempre alternativas para captação de recursos. Além dos financiamentos de instituições financeiras, os Fundos de Investimentos Imobiliários e as debêntures, os Certificados de Recebíveis Imobiliários (Cris) são alternativas para a geração de crédito.

Nos Estados Unidos, o mercado de recebíveis movimenta mais de 4 trilhões de dólares por ano; no Brasil, ainda depende de um maior volume de operações, apesar de estar em crescimento, após alguns incentivos do Governo Federal.

Os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) são títulos de crédito que permitem a antecipação do recebimento, através da securitização de recebíveis derivados de contratos com lastro imobiliário que originam os tais recebíveis imobiliários.

Mesmo com o possível deságio, o investidor consegue obter recursos para financiar suas iniciativas imobiliárias. O valor mínimo para distribuição pública é alto, sendo portanto um mercado restrito aos grandes players, como os fundos de pensão.

Estas operações foram reguladas pela Lei nº. 9.514/97, que instituiu o novo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), organizando o financiamento imobiliário em geral, e os fundos de investimento do setor. A CVM, por sua vez, normatizou o registro das companhias securitizadoras, a distribuição dos CRIs e a responsabilidade dos administradores destas empresas.

A incidência da CPMF era um dos fatores que aumentava o custo desta operação, dificultando sua adoção pelos investidores. A Emenda Constitucional nº. 37 / 2002 concedeu isenção da CPMF para a securitização de ativos imobiliários até dezembro de 2004, colaborando assim com uma maior utilização deste meio de financiamento.

A Brain Company, entendendo que este mercado é uma das alternativas viáveis para garantir o crescimento do Brasil em 2003, programou este seminário convidando os principais profissionais do mercado financeiro, entre advogados e administradores de fundos de investimento. Iremos discutir quais as melhores práticas do mercado de CRIs e suas alternativas para a economia brasileira.

PROGRAMAÇÃO:

FUNDING IMOBILIÁRIO 2003
Regras Atuais para Emissão dos Certificados de Recebíveis Imobiliários

HORÁRIO TÓPICO
08:30 - 09:00 hrs

Credenciamento

09:00 - 09:10 hrs

Abertura

9:10 - 10:10 hrs

Emissão pública de CRIs

- Estrutura Legal: Lei nº 9.514/97 e o Sistema Financeiro Imobiliário;
- Príncipais Contratos;
- Procedimentos.

Conferencista: Dr. Vladimir Abreu

10:10 - 10:30 hrs

Coffee Break

10:30 - 12:30 hrs

Lastro dos CRIs

- Contrato de Locação Built-to-Suit;
- Direito Real de Superfície.

Conferencista: Dr. José Paulo Marzagão

12:30 - 14:00 hrs

Intervalo para Almoço

14:00 - 15:00 hrs

A Instrução nº. 284 de 24/07/98 da CVM

- A Experiência;
- A Visão da CVM;
- Registro de Companhias;
- Registro de Distribuição;
- Material Publicitário
- Infrações e Penalidades.

Conferencista: Dr. Carlos Rebello

15:00 - 15:10 hrs

Coffee Break

15:10 - 16:10 hrs

Processo de Securitização dos Recebíveis

- Custos e taxas inerentes à estruturação de uma operação de securitização.

Conferencista: Dr. Luciano Lewandowsky

16:10 - 16:30 hrs

Encerramento

___________________________

Inscrições no evento

Clique aqui

_________

A ganhadora da vaga cortesia oferecida pela Brain Company foi :

 

 

  Adriana Mota - do Banco Bradesco S/A

 

______________________________________

Publicado quarta-feira, 26 de fevereiro de 2003