terça-feira, 25 de janeiro de 2022

COLUNAS

  1. Home >
  2. Colunas >
  3. ABC do CDC >
  4. A parábola do Semeador

A parábola do Semeador

quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

A parábola do Semeador é uma das poucas da qual o próprio Mestre deu explicação sobre seu sentido, a pedido de seus discípulos. Ela está em Mateus, em Marcos e em Lucas.

Segue o texto de Marcos:

"O semeador saiu a semear; quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram-na. Outra parte caiu nos lugares pedregosos, onde não havia muita terra; logo nasceu, porque a terra não era profunda, e tendo saído o sol, queimou-se; e porque não tinha raiz, secou-se. Outra caiu entre os espinhos; e os espinhos cresceram, e sufocaram-na, e não deu fruto algum. Mas outras caíram na boa terra e, brotando e crescendo, davam fruto, um grão produzia trinta, outro sessenta e outro cem. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça." (Marcos 4:3-9)

Jesus contou essa Parábola quando discursou para uma grande multidão à beira-mar. Ele entrou num barco e a multidão ficou em pé na praia escutando suas palavras, mas explicou seu significado apenas aos seus discípulos. 

Apesar da parábola apresentar um terreno material, ela simboliza um mundo espiritual. O terreno da alma humana. Ela cuida do livre-arbítrio. Cabe ao ser humano, com seu ato livre, aceitar, de forma incondicional, a semente que Deus manda. O campo fértil onde a semente pode ser plantada é o coração humano. 

Eis a explicação de Jesus:

Quando alguém ouve a mensagem do reino, mas não entende, o maligno vem e arrebata o que foi semeado em seu coração, tal como as aves comem as sementes que caem pelo caminho.

Já o solo rochoso no qual algumas sementes caíram, representa aquela pessoa que, ao ouvir a mensagem, rápida e impulsivamente a recebe com alegria. Mas pela falta de raiz, isso dura pouco tempo. Logo que surge a aflição ou alguma perseguição por causa da mensagem, essa pessoa se ofende e a abandona.

Há também aquela pessoa que ouve a mensagem, mas as preocupações deste mundo e a sedução das riquezas impedem que a aceite, tornando-a infrutífera. Essa é aquela que foi semeada entre os espinhos.

Por fim, o exemplo da semente que foi semeada em bom solo representa aquele indivíduo que ouve e atende a mensagem. Daí, surge o fruto, produzindo, em um caso, a cem, noutro, a sessenta, e noutro, a trinta.

A Parábola do Semeador traz lições muito importantes. Ela ensina que a semente do Evangelho alcança diferentes solos e apresenta resultados distintos em cada um deles.

Algumas pessoas possuem um coração insensível que não responde positivamente ao convite do Evangelho. Essas pessoas nem mesmo refletem na mensagem anunciada.

Outras possuem um coração impulsivo e no calor da emoção acabam recebendo superficialmente a mensagem. Uma vez que a emoção passa, essas pessoas voltam à sua antiga vida, muitas vezes em pecado.

Outras pessoas possuem um coração muito ocupado com as coisas desta vida. Ludibriadas com desejos terrenos e ilusões de riquezas, essas pessoas desprezam o verdadeiro tesouro que poderiam encontrar.

O que eu posso dizer?

Sejamos nós como aquelas pessoas que possuem um coração bem preparado, um coração que responde positivamente à Palavra de Deus. Cabe a nós, ao recebermos essa Palavra, plantá-la no coração, fazendo-a germinar. Essa é nossa responsabilidade. Essa frutificação é a marca do verdadeiro cristão.

Desejo Boas Festas para todas as leitoras e todos os leitores.

Atualizado em: 16/12/2021 08:19