Migalhas

Domingo, 29 de março de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas
José Maria da Costa

Pré-datado ou Predatado?

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O leitor Antenor Bongusto envia a seguinte mensagem ao Gramatigalhas: 

"Houve alteração de grafia neste aspecto: pré-datado ou predatado?"

 

Pré-datado ou Predatado?

1) Com as alterações introduzidas em nosso sistema pelo Acordo Ortográfico de 2008, é oportuno observar qual a grafia correta: pré-datado ou predatado?

2) Diz o Acordo Ortográfico de 2008 que, se o segundo elemento se inicia por h, a forma pré (acentuada) e o hífen são obrigatórios: pré-habilitação, pré-helênico, pré-história, pré-humano. E essa é a única regra objetiva trazida ao usuário.

3) Quanto ao mais, usa-se o hífen e o acento, quando o segundo elemento tem vida à parte: pré-contratual, pré-impressão, pré-primário, pré-financiamento, pré-jurídico, pré--lançamento, pré-leitura, pré-matrícula, pré-nupcial, pré-operatório, pré-puberdade, pré--qualificação, pré-renascentista, pré-republicano, pré-requisito, pré-revolucionário, pré--romantismo, pré-santificado, pré-seleção, pré-senilidade, pré-simbolismo.

4) E acrescenta o Acordo Ortográfico que, se o segundo elemento não tem vida à parte, o prefixo se junta a ele diretamente: preâmbulo, precursor, predeterminar, predispor.

5) Importa observar, entretanto, que o conceito é de extrema fluidez, ao fincar a distinção para fazer ou não a separação por hífen no fato de ter ou não ter o segundo elemento vida à parte. Basta, aliás, considerar os seguintes vocábulos, para se ver a dificuldade de explicação para as respectivas grafias: preanunciação, preaquecimento, precogitação, preconcebido, precondicionar, predelinear, predestinar, predizer, prejulgamento, prenomeação, prequestionamento.

6) Em casos como esses – em que se constata a ausência de critérios fixos e palpáveis para um raciocínio de convicção e certeza – a única saída é consultar o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, que é uma espécie de dicionário que lista as palavras reconhecidas oficialmente como pertencentes à língua portuguesa, bem como lhes fornece a grafia oficial.

7) Esse é o único recurso, porque, também conhecido pela sigla VOLP, ele é organizado e publicado pela Academia Brasileira de Letras, a qual tem a delegação oficial e a responsabilidade legal de editá-lo, em cumprimento à Lei Eduardo Ramos, de n. 726, de 8/12/1900.

8) Pois bem. Voltando à questão que deu origem a estes comentários, importa dizer que, em sua quinta edição, de 2009, a primeira após o Acordo Ortográfico, o VOLP faz constar o mencionado verbete com a forma pré-datado.

______

José Maria da Costa

José Maria da Costa, é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.

-