quarta-feira, 1º de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Gramatigalhas
José Maria da Costa

Estar de férias ou Estar em férias?

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

A leitora Renata da Costa envia a seguinte mensagem ao Gramatigalhas:

"O correto é dizer 'estou de férias' ou 'estou em férias'?"

E a leitora Eunice Marino Ribeiro quer saber:

"Está em férias ou está de férias? Por quê?"

Estar de férias ou Estar em férias?

1) Uma leitora indaga qual a forma correta: "Estar de férias"; ou "Estar em férias"?

2) Dos gramáticos conhecidos, o único que trata do assunto é Domingos Paschoal Cegalla, o qual, dizendo que a expressão estar de, nessa estrutura, indica situação, como estar de plantão, estar de luto, acrescenta a essa lista estar de férias.1 Mas não abona o referido estudioso a construção estar em.

3) Ante tal realidade, parece que se deva seguir essa lição e considerar estar de férias como a única forma correta.

4) Importa acrescer que o emprego das preposições após verbos, regendo complementos destes, é questão de uso ao longo dos tempos, e nem sempre existe lógica ou explicação plausível, que possa justificar as construções sintáticas resultantes.

5) Basta ver, nesse aspecto, que não só a locução estar de indica situação, mas também, em alguns casos, tem o mesmo significado a expressão estar a, como em estar a trabalho.

6) Vale dizer: estar de férias e estar a trabalho são estruturas com preposições diferentes, mas ambas indicam situação. E uma leitura mais atenta demonstra que não são intercambiáveis tais preposições, e ninguém pensaria em dizer estar a férias ou estar de trabalho.

______________

1 Cf. CEGALLA, Domingos Paschoal. Dicionário de Dificuldades da Língua Portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999, p. 152.

______

José Maria da Costa

José Maria da Costa, é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram