quarta-feira, 14 de abril de 2021

COLUNAS

Publicidade

Dois pesos, duas medidas - É correto dizer?

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

O leitor Wanderley Neves envia à coluna Gramatigalhas a seguinte mensagem:

 

"Bom dia! Como sabemos, todo operador do Direito é um eterno estudante e aprendiz, e Migalhas é um importante instrumento de aprendizado e atualização. Estava acompanhando o Boletim 3.620 de 21/05/15, li a chamada 'Comentário calunioso - Ação penal - Agente público', e a chamada seguinte foi: 'Dois pesos, duas medidas?' E, quando vejo esta expressão 'Dois pesos, duas medidas', fico incomodado, pois, para mim, se são dois pesos, logicamente seriam duas medidas. Por isso gostaria de perguntar ao Professor José Maria da Costa se o correto não seria: 'Dois pesos e uma medida', ou seja, para duas situações diferentes a mesma resposta/resultado, ou 'Um peso e duas medidas', uma mesma situação ou um mesmo fato, mas com resposta ou resultado diferente a depender da situação ou para quem a resposta. Acredito eu que o correto seria: 'Um peso e duas medidas', uma mesma situação que, em certas circunstâncias, ou melhor, para certa pessoa, teria um desenrolar, uma quantificação diferente em relação a outra pessoa. Grato."

Envie sua dúvida


1) Um leitor indaga, em resumo, se é correta a expressão "Dois pesos, duas medidas". Para ele, se são dois pesos, logicamente devem ser duas medidas, de modo que não haveria novidade alguma a ser ressaltada com uma expressão dessa natureza. Então lhe parece que o correto deveria ser "Um peso e duas medidas".

2) Ora, para que bem se possa entender o real sentido da expressão, é útil ir ao quinto livro da Bíblia, o Deuteronômio, de autoria atribuída a Moisés, onde se lê no capítulo 25, versículos 13-15: "Na tua bolsa, não terás pesos diversos, um grande e um pequeno. Na tua casa, não terás duas sortes de efa, um grande e um pequeno. Terás peso integral e justo, efa integral e justo; para que se prolonguem os teus dias na terra que te dá o Senhor, teu Deus". E, em outro livro da Bíblia, Provérbios 20:10, também se encontra a seguinte passagem: "Dois pesos e duas medidas, uns e outras são abomináveis ao Senhor".

3) A regra da Bíblia, como se vê, é que se deve ter apenas um peso, e não dois, para ponderar as pessoas, as coisas, as situações e as circunstâncias; e se deve ter também, em iguais condições, apenas uma medida, e não duas (o efa era uma unidade básica de medida para a época em que foi registrado o referido escrito do Velho Testamento). A expressão aqui analisada é bastante empregada, desse modo, para realçar que não pode haver posições diferentes para uma só e mesma situação.

4) Para os mais novos, deve-se lembrar que, até meados do século passado, não era incomum encontrar, em pequenos armazéns, empórios e mercearias, balanças similares à que se encontra no símbolo da Justiça: de um lado se põe o modelo do peso e do outro, o material a ser pesado. E o ensino bíblico é que tal modelo de peso deve ser um só, e não dois, de modo que não se tenha o manuseio e a manipulação maliciosa conforme as circunstâncias.

5) Num segundo passo, imagine-se um pequeno comerciante de tecidos da metade do século passado, que tivesse em sua bolsa uma fita métrica de um metro exato e outra com aparência de um metro, mas com extensão real menor do que isso, esta última para obter ganho indevido na venda dos produtos. E a Bíblia repete a lição de que a unidade de medida também deve ser uma só, e não duas, de modo que também aqui não se permita o manuseio e a manipulação maliciosa conforme as circunstâncias.

6) Em síntese, o peso que serve para considerarmos as coisas deve ser um só; e o instrumento com que medimos as coisas também deve ser um só. Não podemos ter dois pesos, nem duas medidas. Veja-se que a expressão não significa um peso para duas medidas. Existe uma repetição de ideias: uma para dizer que não se pode empregar dois pesos; e outra, refazendo o mesmo raciocínio, para dizer que não se pode empregar duas medidas. Assim, nem dois pesos, nem duas medidas, mas apenas um só peso para pesar e apenas uma só medida para medir. Não se pode pesar de dois modos, nem medir de dois modos, conforme seja a situação que apareça.

7) A partir dessas explicações, vê-se que nada há de errado com respeito à expressão "dois pesos, duas medidas". O que existe aqui é a referência a duas situações distintas: dois pesos de um lado, e duas medidas de outro. Não significa uma correlação entre ambos, de modo a permitir que se possa entender algo como "um peso para duas medidas".

8) Apenas para ilustrar, anota-se que a expressão em inglês é exatamente a mesma: "two weights and two measures".

9) E de Voltaire é o seguinte trecho em que se emprega exatamente a mesma expressão em francês: "Il y a toujours deux poids et deux mesures pour tous des droits des rois et des peuples" ('Há sempre dois pesos e duas medidas para os direitos dos reis e os direitos das pessoas comuns')". Ou seja: há um peso e há uma medida com que pesar e medir os direitos dos reis; e há um outro peso e uma outra medida para pesar e medir os direitos das pessoas comuns.

Atualizado em: 11/11/2020 11:49

Publicidade