domingo, 25 de julho de 2021

COLUNAS

  1. Home >
  2. Colunas >
  3. Porandubas Políticas >
  4. Porandubas nº 725

Porandubas nº 725

quarta-feira, 21 de julho de 2021

O mel de Frei Damião

Fausto Campos sempre passava pela BR-232, entre Serra Talhada e Custódia, em Pernambuco. Na beira da estrada, vendedores ofereciam o melhor mel do mundo, o mais puro. Um dia, resolveu levar uma garrafa. Perguntou: "o mel é puro"? O vendedor: "o mais puro do mundo". Fausto arrematou: "pois vou levar esse mel para o Frei Damião". O vendedor apressou-se a esclarecer: "doutor, é melhor não levar esse pote. Quem tirou esse mel foi meu irmão e ele gosta de juntar um pouco d'água no mel para render mais. Desculpe. Na próxima vez, o senhor vai levar um mel 100% puro. Agora, só se o senhor quiser levar esse pro senhor. Mas pro Frei Damião, de jeito nenhum". (Historinha enviada por Delmiro Campos, filho de Fausto).

Análise de viabilidade

A viabilidade de um ator político conseguir atingir sua meta em determinado espaço de tempo é uma equação que reúne variáveis, componentes e fatores que mudam sob o fluxo das circunstâncias. Mesmo assim é possível alinhavar alguns eixos, a saber: perfil do protagonista; história de vida; experiência; recursos; análise dos espectros social, político e econômico do país; estrutura partidária; capacidade expressiva; escopo programático; conhecimento do país; identificação com valores do tempo; visibilidade; suporte social; apresentação pessoal; sentimento de que se trata de perfil vocacionado a fazer o país caminhar. Claro, todos esses ingredientes ainda têm de enfrentar a força do Imponderável, essa entidade que não escolhe dia, hora e espaço para fazer-nos uma visita.

Identidade e imagem

O protagonista deve realizar esforço extraordinário para transmitir uma imagem correspondente à sua identidade. Isto é, ser percebido como realmente é. Sem invencionismos, truques que elevam sua projeção pública a um grau de exagerada elevação, com qualidade que não as tem e valores que não combinam com suas crenças. Identidade tem origem no latim - idem, semelhante, igual. Quando a imagem está muito distante da identidade, cria-se um distanciamento entre um e outro conceito, o que veste o protagonista com a roupa de fantoche, pessoa artificial, manobrada, a quem não deve se dar crédito. Em comunicação, designamos esse fenômeno como "dissonância cognitiva".

Visibilidade

A comunicação é o dos eixos centrais do processo. Afinal, não se vota em quem não se conhece ou em quem não se apresenta. Mas não se pense que o conhecimento de um candidato é uma soma exagerada de tempo e espaço. Uma campanha eleitoral de 45 dias, com tempo de um grande partido, é suficiente para que o perfil seja amplamente conhecido. Equivale e uma campanha massiva desses grupos de varejo que atingem milhões de consumidores com seus anúncios diários e repetitivos de seus produtos. E quanto mais audiência tiver uma emissora, mais consumidores atingirá. Esses resultados são medidos por um conceito chamado GRP.

GRP I

Gross Rating Points ou pontos de audiência bruta. Esse conceito foi desenvolvido para medir a intensidade com que um anunciante se comunica com seu público através de anúncios na TV. O GRP representa o somatório das audiências das inserções de uma programação de TV. Vejamos um exemplo: um comercial é veiculado três vezes em uma novela com 40 pontos de audiência, duas vezes em um telejornal com 30 pontos de audiência e uma vez em um filme com 20 pontos de audiência.

GRP II

Para calcular o total de GRP dessa programação basta somar as audiências de todas as inserções. Portanto: três inserções na novela que tem 40 pontos de audiência representam 120 GRP; duas inserções no telejornal que tem 30 pontos de audiência representam 60 GRP; uma inserção no filme que tem 20 pontos de audiência representa 20 GRP. Somando tudo chega-se a um total de 200 GRP.

Resultados

Diferentes programações podem gerar a mesma quantidade de GRP, mas resultados diversos para o anunciante. Por exemplo, se ao invés de anunciar no telejornal e no filme fossem feitas apenas cinco inserções na novela o resultado seria de 200 GRP. Mas, é provável que nesse caso boa parte dos domicílios seria impactada cinco vezes pelo comercial, porque esses telespectadores acompanham diariamente o desenrolar da novela. Por outro lado, na programação mais diversificada aumenta a probabilidade de que uma quantidade maior de domicílios seja impactada, porém com menor frequência. Para fazer avaliação mais apurada é necessário considerar outros dados como o objetivo da campanha, custo das inserções para calcular o CPP (Custo por Ponto), perfil e audiência dos programas para medir o TRP (Target Rating Points).

Coisas

Há umas coisas que se buscam para se acharem e há também outras que, para se não acharem, é que se buscam. Costumava dizer o imperador Frederico: tomara que meus conselheiros deixassem às portas do palácio duas coisas, porque sem elas entenderiam melhor o que me aconselhavam e eu saberia discernir entre os votos. Perguntado que duas coisas eram estas, ele respondeu: a simulação e a dissimulação. (Padre Bernardes)

O mentiroso

O eleitor percebe quando o "perfil ensaboado" tomou um banho de loja. Acautelem-se, desde já, futuros candidatos. Costumo lembrar esse caso de mistificação como arma do palanque. Na campanha de 60, nos EUA, Barry Goldwater, governador do Alabama, queria passar a ideia de pessoa séria, um intelectual. Muito conservador, candidato à presidência, usava um palanque alto, cercado por uma proteção de vidros à prova de bala, para evitar atentados. Usava uma armação de óculos para passar a ideia de pessoa compenetrada. Um dia, em um comício, esqueceu que a armação não tinha lente. Colocou o dedo no olho para tirar um cisco. Mas enfiou o dedo pelo buraco da armação. Nesse momento, um fotógrafo flagrou a mentira. Dia seguinte, a manchete denunciava: "EIS O GRANDE MENTIROSO". O impacto negativo tirou-o do pleito. Começou aí a jornada do despenhadeiro político.

Simone

As mulheres estão vivenciando um momento de lutas e avanços. No tiroteio que se desenvolve na esfera política, as mulheres sobressaem com suas investidas na área organizativa e de mobilização. Chamo a atenção sobre a senadora Simone Tebet (MDB-MS) com seu perfil jovial, fluência ideativa, objetiva e desenvolvendo boa performance na CPI da Covid-19. Seria um perfil adequado para uma candidatura à presidência da República em 2022.

Tebet

Exibe boa experiência na administração pública. Ex-prefeita de Três Lagoas/MS, marcou sua administração pelo ritmo de progresso do município. Trouxe fábricas importantes na área da celulose e de produtos de refrigeração, entre outras. Um exemplo de boa gestão. Simone foi deputada estadual e secretária de Estado. Ganhou a educação política do pai, o senador Ramez Tebet, de saudosa memória. Pode ser o sinal avançado e diferenciado numa campanha majoritária nacional. De um grande partido, MDB, passa a imagem de assepsia política. E não é um poste como foi Dilma, eleita com o prestígio de Lula. Em suma, tem diferencial.

Pazuello

O ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi flagrado na mentira. O cumprimento que teria feito aos empresários interessados em vender a vacina Coronavac, por R$ 28 a dose, ultrapassou a linha da liturgia de uma rápida passagem por educação na sala de Élcio Franco, então secretário-executivo do Ministério. Prometeu assinar um compromisso. Um documento.

Bolsonaro

O presidente acena com a possibilidade de não ser candidato caso não seja aprovado no Congresso o voto impresso. Lorota. Uma saída à brasileira para eventual chance de ser fragorosamente derrotado. Jair será candidato. E mais: sonha com atos de força.

Confissão só na hora da morte

Numa cidadezinha de Minas, Padre Elesbão estava esgotado de tanto ouvir pecados, ou, como dizia, besteiras. Decidiu moralizar o confessionário. Afixou um papelão na porta da Igreja, dizendo:

O Vigário só confessará:

2ª feira - As casadas que namoram

3ª feira - As viúvas desonestas

4ª feira - As donzelas levianas

5ª feira - As adúlteras

6ª feira - As falsas virgens

Sábado - As "mulheres da vida"

Domingo - As velhas mexeriqueiras

O confessionário ficou vazio. Padre Elesbão só assim pode levar vida folgada. Gabava-se:

- Freguesia boa é a minha... mulher lá só se confessa na hora da morte!

(Leonardo Mota em seu livro Sertão Alegre)

Atualizado em: 21/7/2021 07:21