domingo, 1 de agosto de 2021

COLUNAS

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Colunas >
  3. >
  4. Porandubas nº 163

Porandubas nº 163

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

ACM NO CÉU

A Coluna começa com a historinha que o presidente do Senado, Garibaldi Alves, gosta de contar quando se encontra numa roda de interlocutores. ACM chega ao céu e é recebido por São Pedro, que vai logo dizendo : "Que honra recebê-lo por aqui, senhor senador." E antes mesmo que continuasse a prosa, o "cabeça branca" (apelido carinhoso que os baianos lhe deram) meteu bronca : "Meu caro, eu não falo com assessor. Por favor, chame logo o seu chefe." No meio do rebuliço, chega pressuroso, o próprio, Jesus Cristo, que o recebe de braços abertos : "Pois não, caro senador, o que está havendo ? Por que o senhor deixou São Pedro tão aflito ?" Ao que o "imperador da Bahia" retrucou com o seu jeito dominador : "Olhe, aqui, para não perdermos tempo, corra e chame logo o seu pai. Não falo com filho."

É ELE, LULA

No meio das risadas, um alto empresário pede silêncio e comenta : "É, mas o senador Garibaldi não sabe o resto da história." E conta : "Foram chamar o pai. Depois de algum tempo, aparece ele cercado de assessores, barba longa por fazer, e foi caminhando para o imenso palanque onde o aguardava o senador ACM. O novo habitante tomou um baita susto com a surpresa : "mas esse é o Lula", gritou. E assim Luiz Inácio, por onde anda, passa a impressão de Entidade Eterna, Onisciente, Onipotente e Onipresente. Que tomou o lugar do Pai.

ONISCIÊNCIA SOB JULGAMENTO

Domingo, 26, o Pai será submetido ao teste da onisciência : "Pode anotar, Marta vai ganhar em São Paulo." Foi este dito que Lula mandou o repórter anotar. Se o Pai errar, o dito será inserido na lista dos não ditos. E até ganhará a versão de que o Pai nunca soube dessa previsão.

PELO ANDAR DA CARRUAGEM...

Pois é, o andar da carruagem permite divisar as vitórias de Gilberto Kassab, em São Paulo, Leonardo Quintão, em Belo Horizonte, João Henrique, em Salvador, Dario Berger, em Florianópolis, e José Fogaça, em Porto Alegre. A fumaça não permite divisar o vencedor do Rio de Janeiro, apesar do vento apontar na direção de Fernando Gabeira. Como há curvas na estrada, é possível que um ou outro candidato na dianteira escorregue, cedendo espaço para o adversário. A situação mais cômoda é a do prefeito Kassab.

TIÃO VIANA

Apesar de algumas resistências por parte de senadores do PMDB, tudo indica que Tião Viana deverá presidir o Senado. Os descontentes serão acarinhados por Lula. Que tem o condão de atrair os contrários.

A BOA CONTA DO PMDB

O PMDB aparece como o grande vitorioso do pleito municipal. Fez 1.195 prefeitos até o momento, podendo engrossar a lista com os prefeitos de algumas capitais, favoritos neste segundo turno. Conseguiu formar uma bancada de 8.496 vereadores (11.974.000 votos), deixando o segundo lugar para o PSDB, com 5.912, o terceiro com o PP, que elegeu 5.134, o quarto com o DEM, com 4.819, e o quinto com o PT, que terá 4.170 vereadores. O PTB fez 3.941.

20 MILHÕES DE DESEMPREGADOS

A conta da crise começa a aparecer : a OIT calcula em 20 milhões o número de novos desempregados até o fim de 2009. As demissões serão provocadas pela desaceleração das principais economias do mundo.

E O NOSSO MUNDO DO TRABALHO, HEIN ?

Na moldura recessiva, o nosso mundo do trabalho continua com um pé no passado. As relações de trabalho são comandadas por Centrais Sindicais, pouco preocupadas com a real situação do mercado de trabalho. O universo trabalhista nas economias contemporâneas faz mudanças, flexibiliza as relações de trabalho. Entre nós, a ordem é andar a passos de dinossauro.

ENQUANTO ISSO...

Metalúrgicos começam a entrar de férias... forçadas. O motivo ? Queda nas vendas decorrente da crise global. É o que os jornais já começam a dizer. Abra os olhos, ministro Lupi. Maná não cai dos céus, ministro.

RETROCESSO NO CAMPO

O mundo entra em crise. E o Brasil se acha uma ilha de segurança cercada de tranqüilidade por todos os lados. O que é uma grande mentira. A crise começa a bater em nossa porta. A recessão mundial tenderá a fechar portas para as exportações de nossas commodities. Demanda retraída significará aperto na oferta. Os nossos produtores amassarão muito barro para sair do buraco. Para complicar, alguns órgãos apertam os calos da produção. O IBAMA cria dificuldades nas licenças ambientais. A FUNAI, escudo protecionista, só vê índio pela frente. O Ministério do Meio Ambiente é uma parede gigantesca de marketing. Parece que o Brasil está vendo os horizontes do céu de Cabral. E, para dar o último nó, o MST faz invasões em série, tomando propriedades privadas, destruindo fazendas, promovendo a quebradeira. Sob o olhar complacente de Lula I e Único.

E O ACESSO AO CRÉDITO ?

O fecho de ouro é do BNDES, que solta dinheiro apenas para os grandes empreendimentos. Projetos pequenos e médios até conseguem passar pelo crivo daquele banco de desenvolvimento, mas a grana fica presa nos armários da burocracia. E ninguém pode reclamar, sob pena de retaliação.

ARRUMANDO O PAC

O PAC deveria ser realinhado. É o que defendem alguns economistas e estrategistas. Há quem veja nele um conjunto disperso de obras, algumas de caráter eleitoreiro. A arrumação seria no sentido de ordenar prioridades, selecionar projetos na esteira de uma linha estruturante. Dessa forma, o PAC caberia direitinho no buraco aberto pela crise.

O TOM AGRESSIVO

Muitos candidatos partem para o discurso contundente na reta final deste segundo turno. Esquecem que a desconstrução do candidato não tem o mesmo efeito que a agulha hipodérmica. A injeção pode ajudar a curar certas doenças. Na política, a picada mais invasiva poderá ser eficaz. Como está ocorrendo em São Paulo, com os ataques de Marta Suplicy.

ICMS DO ÁLCOOL

O governador José Serra, lamentam empresários do setor sucroalcooleiro, quer ver longe do Estado as usinas de álcool. Já avisou que tende a rever o ICMS do setor, baixado pelo ex-governador Geraldo Alckmin. De 12% quer esticá-lo para 25%. A ser verdade, teremos a economia de alguns municípios paulistas migrando para Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Minas Gerais. Serra, como bom economista, praticaria gesto tão antieconômico ?

BATE O CORAÇÃO DE ELOÁ

O coração da menina Eloá, 15, assassinada de maneira covarde, bate no peito da paraense Maria Augusta, 39. É incrível, mas a receptora se parece com a doadora. A morte de um ser humano abre horizontes de vida para outro. São os desígnios de Deus.

E COM A MÃO DO DR.JOSÉ PEDRO

E com a ajuda do grande cirurgião José Pedro da Silva, reconhecido como um dos melhores do mundo, com larga experiência internacional, a partir dos Estados Unidos, e de quem este escriba se orgulha de ser amigo. José Pedro é famoso, ainda, por ter realizado o primeiro transplante duplo de coração e pulmão com sucesso da América Latina, em 1988. O médico não pára. Correu, ontem, terça, ao Rio de Janeiro para fazer mais duas cirurgias cardíacas, uma, em uma menina de 7 meses, outra, em um senhor de 53 anos. Para a Coluna, diz com satisfação : "a Maria Augusta lembra muito a Eloá; agora, com o novo coração, já está botando conversa fora. Radiante de alegria".

O CALCANHAR MAQUIAVÉLICO

A crise mundial deverá apertar o calcanhar de Lula, as contas públicas. Durante o mandato lulista, as contas subiram às alturas. A estrutura governamental ficou paquidérmica. Por trás do Estado gordo, vê-se uma roça maquiavélica. Mais funcionários, mais petistas na teia administrativa, estruturas mais largas - tudo isso aponta para a fixação de longas e firmes estacas na base do poder. Leia-se : projeto de mando de longo prazo. Com volta do slogan : "Lula de novo nos braços do povo". Mantra a se ouvir nas praças púbicas, em 2014, depois de um governo atormentado - cheio de dificuldades - a ser comandado pelo governante eleito em 2010, seja um petista, seja o tucano José Serra.

E OS CONSERVADORES, HEIN ?

Por falar nele, o dito mais parece um hino à discriminação. Pois esse mesmo, Sua Excelência o Presidente, chegou a dizer que a rejeição de Marta Suplicy, se deve ao eleitor de São Paulo, que "é muito conservador". Por esse raciocínio, o eleitor de Pernambuco é muito progressista, o exemplo mais avançado da modernidade política. A razão ? Ora, porque só quem vota no PT é progressista. Em Pernambuco, Lula consegue ter 85% de aprovação do eleitorado. No Nordeste, esse índice beira os 70%. Logo, o Nordeste é mais adiantado politicamente e São Paulo, ou se quiserem, o Sudeste, são mais atrasados.

CONSELHO AO MINISTRO MANTEGA

Esta Coluna dedica sua última nota a pequenos conselhos aos políticos, governantes e líderes nacionais. Na edição passada, o espaço foi destinado ao marqueteiro João Santana. Hoje, volta sua atenção ao ministro Guido Mantega :

1. Caia na Real. O Brasil não é uma ilha de segurança em um oceano tomado pela borrasca.

2. Otimismo exagerado poderá se voltar contra o otimista. Rever posições pode indicar maturidade.

3. Leia com atenção o Editorial de ontem, de O Estado de S.Paulo, com o título : "Faz falta um ministro".

___________________

Atualizado em: 22/10/2008 09:08