Segunda-feira, 14 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Dos reflexos ambientais causados pela produção do álcool no Estado de Goiás

Charlene Dela Líbera Duarte Siqueira

Observa-se que, nos últimos anos, a sociedade em geral iniciou uma preocupação com o meio ambiente. Discuti-se constantemente em jornais, revistas, internet, etc, as preocupações ambientais dos dias atuais, a questão de se poluir menos, dentre outras discussões relevantes.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009


Dos reflexos ambientais causados pela produção do álcool no Estado de Goiás

Charlene Dela Líbera Duarte Siqueira*

Introdução

Observa-se que, nos últimos anos, a sociedade em geral iniciou uma preocupação com o meio ambiente. Discuti-se constantemente em jornais, revistas, internet, etc, as preocupações ambientais dos dias atuais, a questão de se poluir menos, dentre outras discussões relevantes.

O mero crescimento econômico, mito generalizado, vem sendo repensado com a busca de fórmulas alternativas, como o eco desenvolvimento ou o desenvolvimento sustentável, cuja a característica principal consiste na possível e desejável conciliação entre o desenvolvimento integral, a preservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida – três metas indispensáveis.

Este trabalho monográfico visa analisar os impactos ambientais provenientes da monocultura da cana de açúcar e seu possível desenvolvimento em sustentabilidade, as conseqüências em termos sociais, a exploração da mão de obra barata e o crescimento das importações do álcool combustível para outros países.

Para análise da questão foram utilizadas doutrinas de relevância nacional, artigos científicos, matérias jornalísticas e a internet como fonte de informações e resultados de pesquisas.

No primeiro capítulo serão tratadas questões tais como a história da monocultura da cana de açúcar, seus reflexos ambientais no Brasil e em Goiás, e, por fim, seus impactos no agronegócio brasileiro.

No segundo capítulo será abordado o binômio produção do álcool x desenvolvimento sustentável, as suas vantagens e desvantagens para o desenvolvimento econômico do país. Análise considerável sobre as necessidades de mudanças de hábitos do ser humano, ante a atual situação de degradação do meio ambiente e descasos dos valores atuais. Também, será discutido a importância da redução das queimadas da cana de açúcar como meio de evitar grandes proporções de emissão de CO2.

Por fim, analisar os problemas ambientais que a produção do álcool, por meio da monocultura da cana de açúcar, enquanto alternativa ao petróleo, causa ao país e, principalmente ao Estado de Goiás. Mostrando de forma clara os pontos positivos e os negativas dessa fonte secundária de produção de combustível no país.

____________

____________
___________

*Sócia do escritório Toledo, Duarte & Siqueira Advogados





________________