quinta-feira, 2 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Gestão de pessoas para um mundo pós pandemia

Luiz Felipe Perrone dos Reis

É certo que a crise passará e promoverá mudanças nos valores e nos relacionamentos. Mais do que nunca, precisaremos das pessoas, de seu potencial criativo e produtivo.

sexta-feira, 17 de abril de 2020

t

O cenário de pandemia do novo coronavírus, a covid-19, vem trazendo preocupações e mudanças evidentes em diversas áreas e atividades humanas. Embora a Saúde e a Economia sejam as mais afetadas, os impactos se estendem para diversos setores, sobretudo para o mundo do trabalho e a necessária reorganização das empresas para continuar tocando os seus negócios.

Os escritórios de advocacia não ficaram de fora da urgente adaptação. Apesar das medidas adotadas pelo Poder Judiciário para atender às necessidades deste novo momento, como cancelamento de audiências e a suspensão dos prazos judiciais, as principais bancas advocatícias do País precisaram agir rápido para cumprir exigências sanitárias e de isolamento social, sem descuidar do atendimento aos seus clientes.

Entendemos que é preciso enfrentar essa emergência tendo como ponto de partida a preservação de nossos colaboradores, prestadores de serviços e parceiros, pois nosso maior capital, sem nenhuma dúvida, são as pessoas. Somente protegendo e cuidando delas é que poderemos atravessar um momento sensível e, o mais cedo possível, retornar à normalidade.

Todas as providências que seguimos, adotadas desde o mês de março, partiram desta premissa de respeito ao próximo. Graças à contínua política de evolução tecnológica e as eficientes ferramentas de gestão adotadas pela Reis, conseguimos manter boa parte de nossas atividades com nossos colaboradores à distância, sob regime de home office.

Respeitando todos os cuidados recomendados pelas autoridades de Saúde, devemos encarar os fatos de modo construtivo e trabalhar para preservar a qualidade e a produtividade de nossos serviços, sempre em nível mais elevado possível, sem exaurir ou estressar colaboradores e fornecedores.

Trata-se de um momento atípico que exige esforços coletivos e, ao salvaguardar a vida de cada um de nós, todo o restante será recuperado no futuro com ética, inteligência, trabalho e empenho.

É certo que a crise passará e promoverá mudanças nos valores e nos relacionamentos. Mais do que nunca, precisaremos das pessoas, de seu potencial criativo e produtivo. Mas, para que possamos contar com isso, precisamos cuidar delas agora.

_________

t*Luiz Felipe Perrone dos Reis é sócio-diretor do escritório Reis Advogados

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram